Logo O POVO Mais
Esportes

Mesmo com planejamento bem executado, Fortaleza terá baixas contra o Botafogo

Tricolor fez estratégia para ter jogo de volta pela Copa do Brasil praticamente liquidado e poder poupar elenco visando Série A e, posteriormente Libertadores, mas desfalques surgiram
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Max Walef será baixa do Leão diante do Glorioso (Foto: Aurelio Alves)
Foto: Aurelio Alves Max Walef será baixa do Leão diante do Glorioso

O planejamento traçado pelo Fortaleza para o primeiro desafio na Copa do Brasil deste ano foi executado com perfeição. O Leão praticamente assegurou classificação para as oitavas de final ao ganhar do Vitória-BA por um placar elástico (3 a 0) no duelo de ida e pôde escalar um time reserva na partida de volta para administrar a vantagem e confirmar o avanço.

A estratégia, no entanto, não terminou aí. Com o time que lançou a campo no Barradão há dois dias, Vojvoda conseguiu descansar os titulares para entrar com força máxima contra o Botafogo-RJ na Série A, amanhã, no Engenhão. Depois de ter rompido a barreira de ganhar longe de casa contra o Vitória-BA, na quinta-feira, 12, agora o Tricolor quer o primeiro triunfo no Campeonato Brasileiro.

De fato, Vojvoda tem praticamente todo o time considerado titular na mão, mas, mesmo com um planejamento bem executado, não conseguiu evitar baixas. Todos os desfalques, porém, surgiram do inesperado.

Quem fará falta à onzena inicial é Max Walef. O goleiro se recupera de uma conjuntivite e nem tinha viajado com a delegação para Salvador. Ele foi acompanhado pelo departamento médico do clube nos últimos dois dias, com possibilidade de viajar e se juntar ao grupo, mas a opção foi que ele continuasse em Fortaleza. Vojvoda, portanto, poderá repetir Marcelo Boeck ou dar nova chance a Fernando Miguel.

Outro desfalque confirmado é o atacante Robson. Ele foi julgado pela 4ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na quinta-feira, pela expulsão na final da Copa do Nordeste, e acabou apenas com uma partida de suspensão, que seria a automática, mas como ele não havia cumprido, porque a competição se encerrou, o cumprimento precisa ser em partida subsequente de competição chancelada pela CBF.

A dúvida fica por conta de Renato Kayzer. O atacante estava com a delegação em Salvador, mas foi liberado para retornar para Fortaleza porque a esposa daria à luz ao segundo filho do casal. Comissão técnica e diretoria estavam avaliando se pediriam a viagem dele para o Rio de Janeiro. A decisão final deve ser tomada na manhã de hoje, mas O POVO apurou que a tendência é que o atleta siga em casa com o recém-nascido.

Há ainda outra questão quanto a Kayzer e Walef. Não se sabe se o fato deles não atuarem contra o Botafogo implicará na ausência deles também no duelo contra o Alianza Lima-PER, marcado para a próxima quarta-feira, 18, no Peru. O Tricolor só embarca para o Peru na segunda-feira, 16.

Contra a Estrela Solitária, o provável time do Fortaleza será formado por Marcelo Boeck (Fernando Miguel); Tinga, Benevenuto e Titi (Ceballos); Pikachu, Felipe, Zé Welison, Lucas Lima e Lucas Crispim (Juninho Capixaba); Moisés e Silvio Romero.

Made with Flourish
Essa notícia foi relevante pra você?