Logo O POVO+
Esportes

Fortaleza vence Ceará na ida das oitavas da Copa do Brasil e tem vantagem sólida para a volta

Tricolor faz 2 a 0 no Vovô, com dois tentos de Yago Pikachu, e pode até perder por um gol de diferença no segundo Clássico-Rei pelo torneio, a ser realizado em 13 de julho, para avançar
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Tricolor venceu o Alvinegro no Castelão (Foto: AURELIO ALVES)
Foto: AURELIO ALVES Tricolor venceu o Alvinegro no Castelão

O Fortaleza construiu uma vantagem bastante sólida para o segundo Clássico-Rei pelas oitavas de final da Copa do Brasil ao vencer o Ceará ontem à noite, no Castelão, por 2 a 0. No dia 13 de julho, no mesmo palco, o Tricolor avançará no torneio até com derrota por um gol de diferença.

A vitória do Leão foi toda construída no segundo tempo, quando o time conseguiu encaixar as jogadas ofensivas, pressionou o Ceará e contou com a estrela do ala-direita Yago Pikachu, autor dos gols. O goleiro Marcelo Boeck também foi destaque, especialmente no primeiro tempo.

O camisa 1 do Tricolor fez defesas importantes na cabeçada de Luiz Otávio, no chute de primeira de Lindoso, já dentro da área, aproveitando bola escorada de peito por Lima; e também na finalização de Richardson, em chute alto, também na grande área.

Além de ter sido mais perigoso na primeira etapa, o Alvinegro não deu brecha para o Fortaleza gerar chances claras de gol. Os alas Pikachu e Juninho Capixaba não conseguiram levar vantagem sobre a marcação do Vovô, erraram quase todos os cruzamentos que tentaram nos primeiros 45 minutos e, pelo meio, não havia criação tricolor.

A escolha do técnico Juan Pablo Vojvoda em começar com três volantes, abrindo mão de Lucas Lima, também não foi eficaz no primeiro tempo. A equipe até começou mais propositiva, chegou à grande área em jogadas de linha de fundo, mas sem conclusão. De produção ofensiva, pode-se destacar apenas o chute de Ronald, de longe, e uma jogada de Moisés, que recebeu lançamento de Pikachu, viu Richardson passar direto em carrinho, partiu para a grande área, deu drible de corpo em Messias e chutou. João Ricardo salvou.

As equipes voltaram para a segunda etapa sem alterações — apenas Robson tinha saído no primeiro tempo, devido a uma entorse no joelho esquerdo —, mas posturas diferentes. O Tricolor retornou mais agressivo e atacando em bloco, fazendo uma blitz de frente para a grande área do Vovô. Aos 7 minutos, Zé Welison deu passe em profundidade para Moisés, que foi à linha de fundo e rolou para Felipe chegar batendo. A bola explodiu em um defensor, tocou em Romero e se apresentou para Pikachu chutar forte e abrir o placar.

O gol paralisou o Ceará por cerca de 15 minutos em campo. Afora uma bola levantada na área, aos 10, que Richard Coelho dominou próximo da trave, mas concluiu mal, o Vovô só incomodou novamente o Fortaleza na casa dos 25. Apesar de equilibrar o jogo, o Alvinegro pecava nas conclusões, tanto que não chutou nenhuma bola no gol na segunda etapa — a cabeçada que Boeck defendeu de Luiz Otávio não valeu, pois o árbitro marcou falta antes.

O Leão teve chances de ampliar em uma cobrança de falta de Juninho Capixaba e em um conclusão de Sílvio Romero, dentro da área, mas João Ricardo defendeu ambas. Aos 35 minutos, porém, o goleiro derrubou Yago Pikachu na grande área e o árbitro marcou pênalti. Ele mesmo cobrou e fez 2 a 0.

Fortaleza 2x0 Ceará

Fortaleza
3-5-2: Marcelo Boeck; Ceballos, Benevenuto e Titi; Yago Pikachu, Felipe (Lucas Lima), Ronald (M. Vargas), Zé Welison e J. Capixaba; Robson (Moisés) e Romero (Depietri). Téc: Vojvoda

Ceará
4-3-3: João Ricardo; Nino, Messias, Luiz Otávio e Pacheco (Victor Luís); Richard (Sobral), Richardson e Lindoso (Iury Castilho); Vina, Lima (Erick) e Cléber. Téc: Marquinhos Santos

Local: Arena Castelão, em Fortaleza/CE
Data: 22/6/2022
Árbitro: Wagner Magalhães-FIFA/RJ
Assistentes: Guilherme Dias Camilo-FIFA/RJ e Thiago Henrique Farinha/MG
Gols: Yago Pikachu, aos 7 e aos 39 min/2T
Cartões amarelos: Capixaba, Robson, Ronald e Felipe (FOR); Richard, Richardson, Castilho, João Ricardo e Messias (CEA)
Público e renda: 29.876 presentes/R$ 617.227

Atacante Matheus Peixoto no Clássico-Rei entre Fortaleza x Ceará, na Arena Castelão, pelo Campeonato Brasileiro Série A
Atacante Matheus Peixoto no Clássico-Rei entre Fortaleza x Ceará, na Arena Castelão, pelo Campeonato Brasileiro Série A

Após derrota, Peixoto conta com apoio da torcida do Ceará por virada na Copa do Brasil

O Ceará acabou não levando a melhor no primeiro jogo da Copa do Brasil e foi derrotado por 2 a 0 pelo Fortaleza. No entanto, ainda há o jogo de volta para que a equipe possa se recuperar e tentar conquistar classificação para a próxima fase da competição. Em entrevista na saída de campo, o atacante Matheus Peixoto lamentou o revés, mas acentuou que a equipe pode buscar a virada na segunda partida com o apoio da torcida.

"Jogo de 180 minutos. Tem a partida da volta e a gente vai ter o apoio da nossa torcida, que vai nos empurrar até o final. Hoje a gente perdeu, mas nos apoiaram até o final. Semana que vem a partida está em aberto e a gente vem decidir e buscar a classificação", falou o jogador.

O centroavante foi acionado no decorrer do segundo tempo, na vaga de Cléber, quando o Alvinegro já perdia de forma parcial por 1 a 0, mas não conseguiu balançar as redes para diminuir o placar. O camisa 28 ficou cerca de 30 minutos em campo e, segundo o SofaScore, teve uma finalização bloqueada e deu 10 toques na bola.

Ceará e Fortaleza voltam a se enfrentar no dia 13 de julho, em jogo de volta, às 20 horas, no Castelão. A partida terá mando de campo do Vovô, ou seja, 70% dos ingressos serão da torcida do Alvinegro de Porangabuçu.

Yago Pikachu comemora gol no Clássico-Rei Fortaleza x Ceará, na Arena Castelão, pela Copa do Brasil
Yago Pikachu comemora gol no Clássico-Rei Fortaleza x Ceará, na Arena Castelão, pela Copa do Brasil

Fortaleza quebra jejum e volta a vencer Clássico-Rei após quatro jogos

Com a vitória por 2 a 0 sobre o Ceará pelo jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil, o Fortaleza voltou a vencer um Clássico-Rei após quatro confrontos. O último triunfo do Tricolor sobre o maior rival havia sido há pouco mais de um ano, em 10 de junho de 2021, quando venceu por 3 a 0, pela terceira fase da mesma competição.

Desde o último triunfo do Leão do Pici, este foi o quinto confronto entre os dois gigantes do Estado. Nos outros quatro, foram três vitórias do Ceará — todas pelo Brasileirão — e um empate — pela Copa do Nordeste. Em 2021, pela elite nacional, o Alvinegro venceu por 3 a 1 e 4 a 0. Neste ano, igualdade em 1 a 1 pelo torneio regional e triunfo do time de Porangabuçu por 1 a 0 na Série A.

O jogo de volta contra acontece no próximo dia 13 de julho, às 20 horas, novamente na Arena Castelão. O Leão pode até sair derrotado por um gol de diferença que garante a classificação para as quartas de final.

Agora o Tricolor volta as suas atenções para a Série A, onde tenta uma campanha de recuperação após um início ruim. O clube visita o Atlético-MG no próximo sábado, 25, às 21 horas, pela 14ª rodada.

Essa notícia foi relevante pra você?