Farol

Tasso diz pela primeira vez que não pretende tentar reeleição ao Senado

Atualmente, o tucano tem se apresentado como pré-candidato nas prévias em que o PSDB escolherá o candidato do partido à Presidência da República
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
TASSO está no segundo mandato no Senado (Foto: Marko/Divulgação)
Foto: Marko/Divulgação TASSO está no segundo mandato no Senado

Tasso Jereissati (PSDB-CE) afirmou nesta terça-feira, 14, pela primeira vez que não possui interesse em disputar reeleição para o Senado em 2022. “Não vou disputar. Estou com 72 anos, quero ficar com minha família, com meus netos. Tem uma hora que a gente tem que parar”, disse o tucano à coluna do jornalista Igor Gadelha, do Metrópoles. 

Atualmente, o cearense tem se apresentado como pré-candidato nas prévias em que o PSDB escolherá o candidato do partido à Presidência da República, marcadas para 21 de novembro. Também estão como postulantes do partido o governador de São Paulo, João Doria, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e Arthur Virgílio, ex-prefeito de Manaus. 

Nos bastidores, há a expectativa entre os membros do partido é de que o senador desista da disputa para apoiar Eduardo Leite nas prévias.

Após ser governador do Ceará por três mandatos, Tasso foi eleito em 2002 para o Senado com 1.915.781 votos. Em 2010, tentou a reeleição e perdeu para Eunício Oliveira (MDB) e José Pimentel (PT), chegando a dizer na ocasião que se retiraria da política para se dedicar à família. Mas voltou à disputar um assento no Senado em 2014, sendo eleito com 57,91% dos votos. 

Em 2021, foi escolhido como membro da CPI da Covid, para apurar ações e omissão do Governo Federal durante a pandemia no Brasil.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais