Logo O POVO Mais
Farol

Mais de 94% dos adolescentes cadastrados no Saúde Digital já foram vacinados com D1

Embora vacinação esteja avançando neste grupo, Secretaria Municipal de Saúde intensifica campanha com foco nos faltosos
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) apontam que mais de 182 mil adolescentes de Fortaleza foram vacinados com pelo menos a primeira dose do imunizante (Foto: Thais Mesquita)
Foto: Thais Mesquita Dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) apontam que mais de 182 mil adolescentes de Fortaleza foram vacinados com pelo menos a primeira dose do imunizante

Após três meses do início da vacinação contra a Covid-19 em adolescentes na Capital cearense, cerca de 94,02% do público com idade entre 12 e 17 anos cadastrado na plataforma Saúde Digital, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), já recebeu ao menos uma dose do imunizante da Pfizer, o único aplicado neste grupo. Ao todo, a primeira etapa da vacinação já alcançou 182.639 adolescentes, ante a um total de 193.459 cadastrados. Já em relação à segunda dose (D2), o número chega a 106.362, correspondente a 54% do universo total de cadastros nessa faixa etária.

As informações foram fornecidas ao O POVO pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) nesta quarta-feira, 24. Segundo o coordenador da Rede de Atenção Primária, Erlemus Soares, embora a vacinação do grupo venha ocorrendo em ritmo acelerado, há muitos casos de adolescentes que ainda não compareceram aos locais de vacinação por dificuldades com deslocamento. “A gente conseguiu detectar que muitos deles não se vacinaram porque não conseguiram se dirigir aos seus locais. Tinha adolescente que morava no Bom Jardim e foi agendado para o José Walter, então para ele era muito difícil se deslocar”, explicou.

Para solucionar o impasse, a SMS transformou o Centro de Eventos do Ceará em um ponto de vacinação exclusivo para adolescentes de 12 a 17 anos. O foco é imunizar os faltosos da primeira dose que estão matriculados na rede municipal de ensino. Para isso, a pasta firmou parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME), que se responsabiliza pelo transporte dos estudantes entre as unidades de ensino e o local de vacinação. Cerca de 50 ônibus escolares estão sendo utilizados para os deslocamentos. A ação segue até o dia 30 de novembro.

Nos quatro primeiros dias da “força-tarefa”, entre 16 e 20 de novembro, pelo menos 13 mil estudantes foram imunizados com a D1. A meta é vacinar mais 23 mil até o fim do mês. Atualmente, a rede municipal de ensino de Fortaleza conta com 73.428 mil adolescentes matriculados. Desse total, 50.462 receberam a primeira aplicação, segundo a SME. De acordo com a titular da pasta, Dalila Saldanha, a mobilização para ampliar o número de adolescentes vacinados é “mais um passo importante para, em breve, retomar as aulas presenciais com 100% dos alunos todos os dias na escola”.

Além do esforço concentrado no Centro de Eventos, os adolescentes podem ser vacinados em outros 93 postos de atendimento na Capital. Para receber o imunizante, basta comparecer aos locais de vacinação portando documento oficial com foto, CPF, comprovante de endereço atualizado e Cartão Nacional de Saúde (CNS). Conforme Erlemus Soares, não há obrigatoriedade de que o público apresente autorização dos pais para ser vacinado. Contudo, ele destaca a importância do acompanhamento dos pais ou responsáveis durante todo o processo.

“Pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), esse adolescente pode sim, com um comprovante de identidade, procurar um dos centros de vacinação para fazer a aplicação da dose da vacina contra a Covid-19. Obviamente, se ele comparecer com o pai ou a mãe é melhor. Mas isso não exclui a possibilidade dele tomar a vacina”, explicou o coordenador.

Vacinômetro

Segundo a SMS, cerca de 94% da população elegível (acima de 12 anos) para a vacinação contra a Covid-19 na Capital já recebeu pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Outros 88% estão com o esquema vacinal completo. O cálculo, no entanto, não considera a totalidade da população, que chega a 2,7 milhões, conforme a última estimativa do IBGE. Nesse caso, os percentuais caem para 74% (D1) e 66% (D2 ou dose única).

De acordo com os dados do Vacinômetro, atualizados às 20h32min desta quarta-feira, 24, pouco mais de 2 milhões de fortalezenses estão imunizados com a primeira dose. Já o número de pessoas com esquema vacinal completo é de aproximadamente 1,8 milhão. A Capital também já aplicou pouco mais de 229 mil doses de reforço, a D3. (Colaborou: Danrley Pascoal)

Colunistas sempre disponíveis e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui.

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"