Opinião

Jerffeson Teixeira de Souza: Inovação na Educação made in Ceará

Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Jerffeson Teixeira de Souza
Idealizador da Luumenz e docente da Uece (Foto: Acervo pessoal)
Foto: Acervo pessoal Jerffeson Teixeira de Souza Idealizador da Luumenz e docente da Uece

Nos últimos anos, o Ceará tem recebido merecido reconhecimento nacional na área da inovação. Em 2019, nossa comunidade, a Rapadura Valley, recebeu destaque na premiação Startups Awards, o Oscar das startups brasileiras, como comunidade relevação, e neste ano foi agraciada como a comunidade do ano.

Em paralelo, sabemos, todos, da nossa vocação educacional. Desde as tradicionais conquistas dos cearenses nos vestibulares mais concorridos do país, passando pelos resultados das nossas escolas, públicas e privadas, em competições acadêmicas nacionais e internacionais, a nossa avaliação no Ideb, até os rankings das nossas universidades, sabemos, e provamos, que Ceará é terra de educação.

Naturalmente, essas vocações se sobrepõem. A startup cearense Agenda Edu foi reconhecida como a startup brasileira do ano de 2019, com sua solução de comunicação digital para escolas; e a empresa, também cearense, Arco Educação realizou em 2018 sua abertura de capital (IPO) na bolsa de valores americana Nasdaq, e se tornou o 1o unicórnio cearense, com valor de mercado estimado em mais de US$ 2,4 bilhões, atrás somente das gigantes 99 e Nubank.

Amanhã, 20 de novembro, o Ceará e o Brasil ganham mais um ousado projeto de inovação na educação: o primeiro programa da Cashback Educacional do país.

Com objetivo de democratizar o acesso à educação, a Luumenz aplica a estrutura de um programa de Cashback ("dinheiro de volta" - que tem sido abraçado por milhares de brasileiros), no contexto da educação, oferecendo até 100% de Cashback na compra de cursos nas maiores plataformas educacionais online do mundo.

Os créditos educacionais, convertidos em Cashback, são obtidos na compra de produtos e/ou pagamento de serviços em lojas e empresas parceiras ou recebidos por colaboradores.

Para os usuários, uma oportunidade de se qualificar com grandes descontos ou até mesmo gratuitamente. Para empresas parceiras, que distribuem os créditos educacionais, uma oportunidade de fidelizar e engajar seus clientes e/ou reconhecer e premiar seus colaboradores. Para escolas, uma oportunidade de engajar os pais/responsáveis.

Esses cearenses são mesmo "danados"! 

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais