Opinião

Vicente Flávio : Padre Lino, justiça, paz e unidade

Edição Impressa
Tipo Notícia Por

Eu estava lá. Na paróquia da Paz da arquidiocese de Fortaleza, às 8hs, em 11 e 18 deste mês. Assisti às duas missas. A primeira se seguiu à do dia 4 celebrada pelo padre Lino, colaborador da paróquia. Na homília desta primeira ele invocou a partir da Bíblia um olhar sobre a realidade da pandemia - nosso drama mais mortal atualmente. E indicou responsabilidades do governo federal.

Um grupo de oito pessoas invadiu a sacristia e aos gritos protestou contra o padre. Os gritos não se transformaram em tapas, mas a ameaça foi violentíssima. Esta é a memória mais imediata para a polêmica que se segue até aqui.

A missa do dia 11 corria para sua finalização quando um homem interrompeu aos gritos contra as celebrações do Padre Lino. A assembleia o reprovou e, em coro, pedimos respeito à Igreja e ao padre. O destemperado acabou se retirando da celebração.

Agora o padre Lino e padre Oliveira continuam a receber ameaças e intimidações de grupos político-religiosos fanáticos. Ele - Lino - calejado nos seus 82 anos estava firme em celebrar no domingo último. Foi desaconselhado pelos bispos superiores. Enfim, ele não celebrou na paróquia da Paz, mas na comunidade dos Trilhos.

Estive na paróquia da Paz neste último domingo. Em solidariedade aos padres Lino e padre Oliveira. Em apoio à linha orientada pelo Papa Francisco de uma "igreja em saída" e ao encontro das periferias geográficas e existenciais.

Do ponto de vista teológico os agressores à assembleia desrespeitam a igreja - povo reunido - e do ponto de vista legal se colocam foram da lei agredindo um espaço sagrado que é garantido na constituição brasileira.

Não há paz que não seja fruto da justiça e para tê-la é preciso se expor e soltar a voz. O papa Francisco foi eleito para reformar a igreja fazendo-a caridosa em mundo escasso de fraternidade. É, em torno, de princípios e atos coerentes com o exemplo de Francisco que estaremos vivenciando um autêntico cristianismo. n

 

Foto do Articulista

Vicente Flávio Belém Pinho

Articulista
Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais