Opinião

Érika Amorim: O suicídio é uma pauta urgente

Edição Impressa
Tipo Notícia Por

O Setembro Amarelo chegou e trouxe com ele uma pauta urgente: precisamos falar sobre saúde mental. Precisamos falar sobre o suicídio. O início do semestre trouxe uma notícia que refletiu o que acompanhamos em estado de alerta diariamente com relação ao bullying digital e à cultura do cancelamento: o suicídio de Lucas Santos, filho da cantora Walkyria Santos, ocasionado por uma onda de comentários de ódio após um vídeo postado em suas redes sociais.

Não se trata de um caso isolado. De acordo dados da Secretaria Estadual da Saúde(Sesa), os primeiros seis meses do último ano registraram mais de um caso de suicídio a cada 24h. A nível global, a Organização Mundial de Saúde (OMS) produziu novos protocolos para auxiliar os países a melhorarem as medidas de prevenção após mais de 700 mil pessoas morrerem por suicídio em 2019 - na frente de doenças como HIV, malária, câncer de mama, guerras e homicídios.

A urgência é real e pede medidas efetivas. Na Assembleia Legislativa, presido a Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio. Para este mês, estamos encabeçando uma série de ações com o objetivo de sensibilizar a sociedade sobre a necessidade de discutir o tema e fomentar a discussão da prevenção ao suicídio em todo o Ceará.

Para além do Setembro Amarelo, assino o Projeto de Indicação (51/2021) que visa instituir a política estadual de prevenção da automutilação e do suicídio como estratégia permanente do poder público para a prevenção desses eventos e para o tratamento dos condicionantes a eles associados. A proposta foi aprovada em plenário e encaminhada para apreciação do governador Camilo Santana. Seguimos acompanhando e torcendo para a plena execução dessa proposta no nosso Estado.

A mobilização em torno da campanha de prevenção ao suicídio lança um convite para olharmos com mais atenção quem está ao nosso lado. Oferecer ajuda. Conversar. Acompanhar. Proteger. E para quem está carregando esse fardo, a certeza de que não está sozinho. Disque 188.

Foto do Articulista

Érika Amorim

Articulista
Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais