Logo O POVO+
Opinião

Adriano Loureiro: Onde estão os valores do Olimpismo?

Edição Impressa
Tipo Notícia Por

No dia 23 de junho é comemorado o Dia Olímpico, uma data que ano após ano tem passado despercebida nesta sociedade cada vez mais ligada aos bens de consumo, aos valores materiais. A comemoração desta data deve-se à criação do Comitê Olímpico Internacional (COI) em 1894. O francês Barão Pierre de Coubertin (1863-1937) foi o idealizador deste ambicioso projeto.

Com a recriação dos Jogos Olímpicos, a ideia era que os jovens esportistas do mundo inteiro se encontrassem em um território neutro, o que possibilitaria o melhor conhecimento e entendimento de outras culturas. Para Coubertin, as guerras existiam porque as nações não compreendiam, por não conhecer, outras nações.

Para ele, paz, justiça, tolerância, solidariedade só iriam prosperar quando o preconceito entre os povos fosse erradicado. Coubertin era partidário do lema que dizia que o importante não era vencer, mas participar dos Jogos. Assim, o importante na vida não era simplesmente conquistar, mas lutar dignamente. Ou seja, se todos os atletas do mundo moderno pudessem se conhecer inspirados pelos ideais que moviam os gregos antigos, haveria uma grande benfeitoria para toda a humanidade.

Ele também condenava o envolvimento do dinheiro com a prática esportiva e afirmava que o esporte, para desempenhar seu papel educacional, precisava ser baseado no sentimento de honra e no desinteresse material. É fato que desde sua idealização até hoje a sociedade se transformou e os Jogos também ganharam outra dimensão.

Só para se ter uma ideia, os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2021 foram considerados os mais caros da história. O entretenimento virou algo muito valioso nos dias atuais.

Nada contra! Mas em que base estão sendo sedimentados os valores do Olimpismo para nossa juventude? Por que houve denúncias que a população de rua foi removida para longe dos Jogos durante o período das Olimpíadas? Por que cerca de dois terços da população japonesa foram contra à Olimpíada de Tóquio? Por que os atletas Olímpicos, mesmo com cifras vultosas de governos e empresas parceiras, têm tantas dificuldades financeiras?

O Olimpismo tem como princípios a amizade, a compreensão mútua e o "fair play". A ideia é que a prática destes valores humanos e morais ultrapasse as fronteiras das arenas esportivas e influencie a vida de todos.

 

Foto do Articulista

Adriano Loureiro

Articulista
Essa notícia foi relevante pra você?