Politica

Eunício Oliveira reage à saída de Carlomano Marques

Em Fortaleza
Edição Impressa
Tipo Notícia
EUNÍCIO Oliveira liderou evento que traçou estratégias para o MDB no Estado (Foto: Tatiana Fortes)
Foto: Tatiana Fortes EUNÍCIO Oliveira liderou evento que traçou estratégias para o MDB no Estado

No mesmo dia em que o PSD do Ceará anunciava a filiação de Carlomano Marques, ontem, o MDB estadual realizou a Convenção Conjunta dos Núcleos Juventude MDB Ceará e MDB Mulher Ceará, para definir as novas lideranças dos movimentos. Como principal destaque, a presença do presidente estadual, ex-senador Eunício Oliveira.

A saída de Carlomano foi recebida com desapontamento por Eunício, que considerou a atitude uma falta de consideração desde o período eleitoral, porém comum num estado democrático.

"Eu aloquei 14 milhões de reais para Pacatuba com uma obra de estrada sonhada por toda a população local, será que isso não é um olhar para o prefeito? Eu perdi vergonhosamente num município onde as pessoas queriam votar em mim. As pessoas entram e saem por promessas vãs que recebem e acham que isso é mudança ou renovação. A democracia é legítima, de sair e entrar, não tem a menor importância, até porque o MDB quer buscar novos quadros", declara.

O encontro contou com a participação de líderes do partido que se reuniram para reforçar os atuais objetivos e diretrizes a serem adotados. Sobre as novas estratégias de articulações do partido, Eunício revela a intenção de reestruturar e descentralizar as ações políticas. "O MDB está se remodelando, trazendo seu passado de luta e sua história."

Hoje com 33 prefeitos no Estado, a sigla pretende disputar assentos de Executivo em mais de 100 dos 184 municípios. Para demarcar o novo momento, inclusive, Fortaleza é uma possibilidade colocada para discussão interna. Em entrevista, sobre uma candidatura própria, Eunício voltou confirmar a possibilidade.

O deputado federal Moses Rodrigues destaca o poder do partido mesmo que ainda esteja em fase de reestruturação. "Nós entendemos que precisamos oxigenar e fazer diferente. As coisas mudaram em todos os sentidos e cada vez mais o envolvimento das pessoas com a política aumenta. O MDB talvez tenha até perdido um 'time' na eleição de 2018, mas temos ainda hoje o maior número de prefeitos e vereadores em todo o Brasil", aponta.

Ainda sobre o recente passado e o atual contexto político do País, o ex-senador declarou que a "tempestade" precisa ser superada, considerando antidemocrático o apoio, inclusive do seu partido, durante o impeachment da ex-presidente, Dima Rousseff.

 

MDB

No evento do MDB participaram lideranças como os deputados estaduais Leonardo Araújo e Edilardo Eufrásio, o federal Moses Rodrigues e o vice-presidente da sigla Gaudêncio Lucena, além de prefeitos e vereadores

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais