Politica

Cinco pessoas são detidas por descumprirem decreto

Protesto. Isolamento
Edição Impressa
Tipo Notícia

Equipes da Polícia Militar do Ceará (PM-CE) conduziram cinco pessoas à delegacia por desrespeito ao último decreto de isolamento social editado pelo Governo do Ceará, que proíbe aglomerações e impõe série de outras restrições como forma de combate à expansão do novo coronavírus pelo Estado.

Os cinco detidos estavam envolvidos em manifestação ontem que reivindicava um "novo AI-5" e a anulação das medidas de isolamento social. Dentre os detidos, há um adolescente de 17 anos, três homens adultos e uma mulher de 32 anos. Todos foram assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e responderão por expor a saúde das pessoas e por descumprimento de medida sanitária.

Uma das lideranças do movimento Endireita Fortaleza, Cely Duarte, é a mulher adulta que foi conduzida à delegacia, confirmou ao O POVO reservadamente fonte da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Cely é lotada no gabinete parlamentar do deputado estadual Delegado Cavalcante (PSL), conforme indica relação nominal dos servidores ativos da Casa.

O decreto de Camilo Sanatana foi reforçado ainda por ofício de membros do Ministério Público Federal (MPF), que chamou atenção das autoridades de Segurança Pública do Estado tanto para a incitação à aglomeração em meio à pandemia como para o teor antidemocrático do protesto, em cartazes com o dizer "presidente, decrete novo AI-5", por exemplo. A Constituição Federal proíbe manifestações atentatórias ao Estado Democrático de Direito.

"Constitui crime inafiançável e imprescritível a ação de grupos armados, civis ou militares, contra a ordem constitucional e o Estado Democrático", diz o artigo 5º Carta Magna, no inciso 44. (Carlos Holanda)

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais