Politica

Bancada do Ceará deve ter união pela aprovação do texto

Senado. Cid Girão e Tasso
Edição Impressa
Tipo Notícia

Os três senadores do Ceará - Cid Gomes (PDT), Eduardo Girão (Podemos) e Tasso Jereissati (PSDB) - já se manifestaram ontem pelo apoio ao texto do novo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) já aprovado na Câmara dos Deputados.

Único que chegou a articular alterações ao texto, Tasso desistiu ontem de emenda após conversa com o relator da proposta, Flávio Arns (Rede-PR). A ideia é evitar que, por conta de mudanças votada no Senado, o Fundeb precise passar por nova votação na Câmara.

"Apesar de reconhecer que há no projeto em tramitação no Senado aspectos que causam sérias dificuldades fiscais para muitos estados brasileiros, decidi retirar emenda que havia apresentado à matéria após diálogo com o relator da proposta, senador Flávio Arns", disse Tasso.

Já Eduardo Girão confirmou que votará pelo texto enviado pela Câmara, destacando pontos da proposta. "As mudanças feitas possibilitarão a democratização do acesso e da qualidade de ensino, e trazem significativos avanços como o aumento escalonado da complementação de recursos da União", disse, em nota.

A reportagem tentou ouvir o senador Cid Gomes sobre a questão, mas não obteve resposta de sua assessoria de imprensa até a noite de ontem. O senador, no entanto, já se manifestou nas redes sociais pela aprovação do texto. Além disso, o PDT tem sido um dos partidos protagonistas na articulação pela aprovação da PEC seguindo moldes da Câmara. (Carlos Mazza)

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais