Politica

Pazuello entra sem máscara em shopping de Manaus e é advertido

Empresa diz que entrada do ex-ministro no estabelecimento 'não deveria ter ocorrido' por descumprir regras. General comprou uma proteção dentro do shopping
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
GENERAL foi flagrado sem máscara semana passada em um shopping em Manaus (Foto: Jaqueline Bastos/Arquivo Pessoal)
Foto: Jaqueline Bastos/Arquivo Pessoal GENERAL foi flagrado sem máscara semana passada em um shopping em Manaus

O ex-ministro Eduardo Pazuello, que ocupou a chefia do Ministério da Saúde até o mês passado, entrou em um shopping de Manaus sem máscara neste domingo, 25, desrespeitando recomendações sanitárias de combate à pandemia da Covid-19 e as normas do próprio estabelecimento.

O general foi fotografado sem o equipamento de proteção e o caso ganhou repercussão no Twitter, após ser revelado pela fotógrafa que registrou o ocorrido, Jaqueline Bastos, e divulgado por um veículo da imprensa local.

Em nota, o Shopping Manaura disse que o ex-ministro entrou no local sem a proteção e foi orientado a ir até um quiosque para comprar uma máscara imediatamente. "Assim foi feito e o ex-ministro com ela se manteve enquanto permaneceu no shopping", informou a empresa.

"Os protocolos de segurança do Manauara Shopping são, porém, rigorosos e o ingresso do ex-ministro não deveria ter ocorrido." O shopping se desculpou pelo ocorrido e disse, ainda, que a situação "resultará desde já em amplo reforço de treinamento".

Ao site G1, a fotógrafa Jaqueline Bastos relatou que Pazuello deu risada após ser questionado sobre o uso da máscara. "Eu perguntei mesmo se ele estava sem máscara no shopping, ele respondeu: 'pois é, tô sem máscara, né? aonde compra isso?', aí foi andando e rindo", disse Jaqueline.

Pazuello será um dos principais alvos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada no Senado para investigar as ações de combate à pandemia do coronavírus pelo governo federal.

Entre as situações que devem ser investigadas está a lentidão na compra de vacinas e o colapso do sistema de saúde no Amazonas, que, no início do ano, viveu uma crise de escassez de oxigênio. A CPI tem início nesta terça, 27. Procurado, Pazuello ainda não deu retorno à reportagem.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais