Logo O POVO+
Politica

Após crise com Lupi, pedetistas se reúnem para tentar mostrar unidade

| Arestas | Após reunião fechada de mais de três horas, bancada de treze deputados estaduais do PDT disse estar unida para "qualquer decisão que o partido tomar"
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
DEPUTADOS estaduais pedetistas se reuniram com objetivo de aparar arestas
 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação DEPUTADOS estaduais pedetistas se reuniram com objetivo de aparar arestas

Buscando reforçar imagem de unidade interna do partido, os treze deputados da bancada do PDT na Assembleia Legislativa (AL-CE) se reuniram nesta terça-feira, 21, para ajustar discursos e debater o processo de definição da candidatura da sigla ao Governo do Ceará. O encontro ocorre poucos dias após crise aberta entre parlamentares cearenses e o presidente nacional pedetista, Carlos Lupi.

Na última quarta-feira, 15, Lupi comandou encontro regional do PDT em Fortaleza, mas acabou sendo criticado por manifestações em defesa da candidatura de Roberto Cláudio (PDT) ao Governo. O bate-boca foi parar em grupos de WhatsApp do partido, com diversos parlamentares se queixando da demora para a definição de quem será o candidato da sigla.

Em nota enviada a grupos da sigla na semana passada, o presidente da AL-CE, Evandro Leitão (PDT), se disse “indignado” com a postura de Lupi, que classificou como “desrespeitosa” por conta da presença de outros pré-candidatos do PDT no evento.

“É por essas e outras manifestações que esse processo ficou desgastado e precisa ser repensado, do jeito que vai só nos prejudica. Candidato já!", emendou Tin Gomes (PDT) na sequência.

Com tensões em alta, a bancada acabou convocando a reunião desta terça-feira. O encontro, realizado a portas fechadas, durou mais de três horas e terminou com fala dos deputados em clima de “bandeira branca”. Dos treze presentes, apenas Romeu Aldigueri e Tin Gomes não ficaram até o fim, alegando questões pessoais e saindo sem falar com a imprensa.

“Fechamos o entendimento de bancada de que nós iremos continuar juntos para qualquer decisão que o partido tomar”, destacou o líder do PDT na Casa, Guilherme Landim, que falou pelo conjunto.

“Queremos que não fique mais pairando qualquer dúvida ou incitação de discórdia, divisão. Demonstrar que a bancada está fechada com qualquer nome que vier de dentro do nosso projeto”, disse, negando ainda qualquer “mágoa” do embate com Lupi. “A reunião foi justamente para isso, para que a gente possa se despir de qualquer vaidade e olhar para frente”, disse Landim.

“Estaremos juntos no processo de escolha (do candidato) e, posteriormente, fazendo a união que nós sempre tivemos, em prol da continuidade de um projeto que é de sucesso e que vem fazendo que o Ceará se desenvolva”, diz ainda, destacando que o partido ainda é "unânime" na defesa da candidatura de Ciro Gomes (PDT) à Presidência.

"A bancada estadual do PDT esteve reunida na tarde desta terça-feira para reafirmar o total e irrestrito apoio à pré-candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República. Os parlamentares que compõem a bancada reafirmaram também que o candidato ou candidata do PDT que disputará as próximas eleições ao Governo do Estado contará com apoio de todos os deputados estaduais", diz nota da bancada após o encontro.

Apesar do discurso “paz e amor” ao final, O POVO apurou que a reunião teve diversos momentos mais tensos, inclusive em clima de “lavagem de roupa suja”. O encontro também acabou sendo bem mais longo que o inicialmente planejado, com diversos deputados tendo que cancelar agendas previstas para a tarde e a noite desta terça-feira.

“Pivô” inicial das tensões com Lupi, Evandro Leitão também destacou o momento de unidade interna do partido. "Foi superado absolutamente tudo. Essa questão do Lupi houve uma infelicidade, todos nós fomos infelizes algum dia, mas já foi superado. Acho que temos que olhar para frente, reafirmando que, independente do nome, estaremos juntos”, disse.

Leitão também comemorou resultado dos quatro pré-candidatos do partido na pesquisa divulgada nesta terça-feira pelo Real Time Big Data.

A avaliação do nosso partido, do nosso grupo, é que (a pesquisa) foi muito boa. Temos um candidato que vai muito bem, o Roberto (Cláudio, que aparece com 45% das intenções em um cenário), e logo depois temos outra, a Izolda (Cela, com 39%), também muito bem colocada. E depois o Maurinho (Filho, com 19%). E eu, sempre coloquei que meu projeto individual jamais estará se sobrepondo do partido”.

Essa notícia foi relevante pra você?