Populares

Como casar na quarentena

Apesar do isolamento social, momento continua significativo e cheio de amor
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Rafaela e Levi (Foto: divulgação)
Foto: divulgação Rafaela e Levi

Com a pandemia do coronavírus e o isolamento social como principal forma de combate à doença, muitos planos foram adiados. No entanto, parece que existe uma coisa que o vírus não destrói: o amor. Como estão os pombinhos que iriam casar nesta quarentena? A cerimonialista Malu Cavalcanti explica. Apesar de adiarem a festa com os familiares e amigos para quando o contexto for mais seguro, muitos mantém os casamentos nas datas previstas de uma forma mais intimista.

 

Home Wedding

Com a tradução livre do nome para o português como "casamento em casa", o método é o que vem sendo aplicado para quem deseja se casar neste momento. Além do casal, a cerimônia, que ocorre na segurança de casa, conta com o celebrante e as testemunhas. No máximo e aceito os pais dos noivos.

A demanda durante a pandemia

Malu realizou cinco cerimônias de casamento com efeito civil após o decreto do governo estadual a favor da quarentena, no dia 19 de março. Outra celebração está prevista para o dia 24 de maio. Ela explica que, além de ser a realização de um sonho, muitos casais decidem não adiar a data pela necessidade de cumprir prazos com cartórios ou outros motivos, como a inclusão do dependente no plano de saúde. Além disso, os casamentos nuncupativo, quando uma das partes enfrenta o risco iminente de falecer, é um fator.

Significado

Mesmo sem os convidados e fornecedores tradicionais, o momento ainda é emocionante. "Muitas vezes a gente não valoriza a presença das pessoas, o beijo, o abraço, e, de repente, você não poder ter nada disso, ter que utilizar máscara para realizar o casamento, não poder abraçar a pessoa, ter que cumprimentar pelos cotovelos, tudo isso emociona muito. Estes casamentos que eu tenho realizado têm sido uma lição de vida para mim, para a gente saber valorizar certas coisas que nós não valorizamos", explica Malu.

Tendência para o futuro?

Após o fim da pandemia, a cerimonialista acredita que as pessoas estarão habituadas aos cuidados com a saúde. Dessa forma, a distância entre os convidados, uma melhor higienização e até mesmo o resguardo entre pessoas com saúde mais vulneráveis poderão ser fatores mais considerados no planejamento do evento.

Casamentos íntimos

Mesmo antes da quarentena, já existiam tipos de cerimônias menores. Alguns exemplos:

Elopement wedding

"Elope" significa fugir em inglês, portanto, é como se o casal fugisse de todos para casar longe de tudo, a sós. Na realização do casamento civil, o ato poderá ser conduzido pelo juiz de paz ou pela celebrante. Além das testemunhas, geralmente se tem até dez pessoas presentes no evento.

Micro wedding

Estilo de casamento para até 50 convidados. Em geral, os convidados são pessoas próximas, muito conectadas aos noivos, tornando o ambiente familiar e acolhedor.

Mini wedding

Casamentos para até 100 convidados. O estilo tem sido muito escolhido por noivos porque, assim como o micro wedding, torna a celebração mais íntima, acolhedora e barata.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais