Reportagem

Variantes são fator extra de incerteza

Coronavírus. Mudanças
Edição Impressa
Tipo Notícia

A epidemiologista Caroline Gurgel Florêncio, docente da Faculdade de Medicina (Famed) da Universidade Federal do Ceará (UFC), concorda quanto a ser precipitado pensar em dispensar o uso de máscaras agora. A professora alerta para o avanço da variante Delta, mais contagiosa, e que tem se tornado rapidamente predominante.

"Não é momento de pensar em remover as máscaras, e sim fortalecer o uso delas", enfatiza. Mesmo os vacinados com duas doses podem ser infectados pelo vírus, transmitindo às pessoas não vacinadas e mais vulneráveis. E quanto mais gente infectada, mais chance de o coronavírus se modificar e dar origem a novas variantes, mais infecciosas.

"O desuso da máscara vai sendo adiado porque não tem como você pensar na nova variante e em não utilizar a máscara. Quando a gente percebe uma certa estabilidade genética do vírus, aí sim a gente pode pensar em remover a máscara", explica Caroline.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais