Logo O POVO Mais
Vida & Arte

Crítica: Novo disco de Letrux é avassalador

Sucessor de "Noite de Climão", o recém lançado "Letrux aos Prantos" valida o choro como algo social e, por vezes, necessário, sem deixar de lado o teor dançante e sensual da música de Letícia Novaes
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
As fotografias do novo disco são de Ana Alexandrino com arte gráfica de  Pedro Colombo.  (Foto: Ana Alexandrino/Divulgação)
Foto: Ana Alexandrino/Divulgação As fotografias do novo disco são de Ana Alexandrino com arte gráfica de Pedro Colombo.

Aos prantos, Letícia Novaes lançou um disco um tanto onírico, um tanto real, um tanto crônico. Musicalmente, o novo álbum é uma sequência bem executada e mais ampla que seu Noite de Climão, que conquistou um público fidelíssimo de 2017 pra cá. A rasgação erótico-dançante do primeiro solo não ficou tão para trás, mesmo com uma temática meio que contrária ao que se propunha o avassalador Noite de Climão. Ali, no álbum que lançou Letrux na carreira solo, pós-banda Letuce, um clima de paquera se instalava. E, agora, seu Aos prantos, traz a rebordosa daquilo tudo.

A obra foi lançada na última sexta-feira, 13, nas principais plataformas digitais de streaming. Chegou destruindo corações já partidos e arrasando os pedaços que estavam inteiros. Mas nem só de choro de amor desamado se faz o disco, não. As emoções são protagonistas, com choro de tristeza, de amor demais, de gozo (ou não gozo), de alegria. Tudo isto com uma Letícia dramática, espaçosa, irônica, mística e refinada.

A obra começa deliciosa com a música Déjà-vu Frenesi, que promete ser um hit do álbum. "Se organizar direito, todo mundo chora/ Se organizar direito, todo mundo cansa/ Mas nem todo mundo transa/ Nem todo mundo goza/ Nem todo mundo chora", amplia. Letícia, via Instagram, já havia falado sobre a composição: "Fiz essa música dentro d'água, na Grécia. Banhada numa água Maria Callas & Platão, fui mergulhar e me baixou essa música", escreveu. "Psicografia musical aquática. Literalmente. Fiquei nadando, girando, cantando. Treco louco", aprofundou.

Seguindo com o álbum, já na terceira música, Fora da Foda (Arthur Braganti, Letícia Novaes, Lourenço Vasconcellos e Thiago Rebello) o público encontra uma surpreendente parceria de Letrux com a vocalista do grupo Cansei de Ser Sexy, a Luísa Lovefoxxx. Ali, elas cantam a frustração despeitada de quem foi deixada de fora de uma orgia.

Eu estou aos prantos, que, por tabela, dá título ao álbum, traz um contexto amplo e social. "Não dá pra ter bebê/ Não dá pra ter um carro/ Não dá pra ser no débito/ Não dá pra ser/ Não dá pra resistir/ Não dá pra depender", brada. E Letícia, que está aos prantos, pergunta: "quem não?".

Outro encontro de vocais no disco é com Liniker, no blues rasgado Sente o Drama (composição em parceria com Thiago Vivas). O crossover já havia acontecido recentemente no disco Acorda Amor (Selo Sesc), ao lado ainda de Luedji Luna, Maria Gadú e Xênia França. Belo encontro!

O saxofonista Lucas de Paiva é outro músico convidado, desta vez, na faixa El día que no me quieras (Arthur Braganti e Letícia Novaes), canção em espanhol que quase leva mesmo título que a de Carlos Gardel. A propósito disto, Letrux também traz uma composição em inglês, Cry something Awkward, sendo o desfecho do álbum. Destaque ainda para Salve Poseidon (assinada ao lado de Arthur Braganti), com uma letra mística e bem humorada - assim como a personalidade da artista.

O disco, a la Marina Lima em vários momentos, reafirma o sucesso de Letícia. Não é exatamente uma obra para chorar. É para falar sobre isto, sobre tristeza, decepção, medo. E precisamos mesmo falar sobre isto para não sucumbirmos à tal "positividade tóxica" que se fala pelos corredores das redes sociais e do mundo analógico. Então, se organizar direito, todo mundo chora. E ainda dá para dançar ao som de Letrux. 

 

Arte gráfica
Arte gráfica "Letrux Aos Prantos", por Pedro Colombo Fotos de divulgação: Ana Alexandrino

As faixas

1. Déjà-Vu Frenesi (Letícia Novaes)

2. Dorme Com Essa (Arthur Braganti e Letícia Novaes)

3. Fora Da Foda (Arthur Braganti, Letícia Novaes, Lourenço Vasconcellos e Thiago Rebello) - Participação Luisa Lovefoxxx

4. Eu Estou Aos Prantos (Letícia Novaes)

5. Contanto Até Que (Duda Brack, Keli Freitas e Letícia Novaes)

6. Vai Brotar (Arthur Braganti e Letícia Novaes)

7. Cuidado Paixão (Letícia Novaes)

8. Sente o Drama (Letícia Novaes e Thiago Vivas) | Participação Liniker

9. El día que no me quieras (Arthur Braganti e Letícia Novaes)

10. Abalos Sísmicos (Letícia Novaes, MarthaV, Natália Carrera)

11. Salve Poseidon (Arthur Braganti e Letícia Novaes)

13. Esse Filme que Passou Foi Bom (Letícia Novaes e Lucas Vasconcellos)

14. Cry something Awkward (Letícia Novaes)

Onde ouvir

Spotify, Deezer, YouTube

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"