Logo O POVO Mais
Vida & Arte

As letras que formam o Ceará

| Gratuito | Fundação Demócrito Rocha realiza curso à distância sobre os diferentes aspectos da formação da literatura cearense, desde suas raízes aos dias atuais. As inscrições estão abertas a partir de hoje
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Sânzio de Azevedo será um dos autores abordados no curso
 (Foto: Carlus Campos)
Foto: Carlus Campos Sânzio de Azevedo será um dos autores abordados no curso

Da poesia nascida nos oiteiros da capital no início do século XIX aos saraus que produzem, hoje, palavras ousadas e transformadoras na periferia, cada página da literatura cearense carrega consigo um vivo e forte sentimento de pertença. O curso "Literatura Cearense", promovido pela Universidade Aberta do Nordeste (Uane), da Fundação Demócrito Rocha (FDR), percorre estes diferentes caminhos que formam as letras do Ceará e a ligação com sua gente. Composto por 12 módulos, o curso é gratuito e aberto ao público, e tem participação de profissionais e estudiosos do Estado. As inscrições têm início nesta segunda, 4, pela internet (link no serviço).

Gratuita, a iniciativa visa despertar o interesse e a leitura do que se produz no Ceará, desde a sua origem à contemporaneidade - contada por meio de seus autores, agremiações literárias e obras referenciais, em consonância com os estudos da Literatura Brasileira. "O curso chega para celebrar os 35 anos da FDR com um produto diferente, interessante e original. Percebemos que existe um grande desconhecimento acerca da literatura cearense para além dos autores mais consagrados. A intenção é apresentar para todos uma historiografia ampliada da nossa produção literária", conta o escritor Raymundo Netto, coordenador geral do curso.

Voltado para educadores, pesquisadores e estudantes, o curso busca alcançar diferentes públicos interessados em conhecer melhor a produção literária do Estado, que tem seus primeiros registros datados do século XIX. "Cada módulo do curso foi pensado para instigar o estudante a conhecer aspectos que ainda são pouco explorados nos estudos literários do Ceará", explica Lílian Martins, coordenadora de conteúdo do curso. De acordo com ela, os módulos abrangem diferentes facetas da produção literária local: literatura infantil, cordel, clássicos, e manifestações protagonizadas por mulheres e pelas periferias.

Serão 12 fascículos encartados sempre às segundas-feiras no O POVO e também disponibilizados em formato digital. As videoaulas serão exibidas às quintas-feiras (horário a definir), na TV O POVO, com duração de 15 minutos. Os alunos também contam com seis podcasts que terão a participação de conteudistas e convidados, transmitidas pela Rádio O POVO CBN 1.010 AM aos sábados, às 9 horas. Todo o material do curso estará disponível numa sala de aula virtual e, ao final do curso, os inscritos recebem certificação pela Universidade Federal do Ceará.

As aulas tratam de diversos temas que constituem a historiografia da literatura cearense, como o romantismo, realismo, escrita feminina, e literatura fantástica e cordel. "A literatura de cordel tem ocupado um espaço importante em nosso Estado, razão que já justificaria a importância de estuda-la. Para além disso, estudar o cordel cearense é tomar contato com aquilo que fala mais de nossa 'cearensidade', que é essa forma de procurar uma perspectiva bem-humorada de olhar para o mundo", defende o pesquisador Stélio Torquato, que apresenta o módulo "Mala de Romances: literatura de cordel", junto com o cordelista cearense Arievaldo Viana.

"Num país que pouco valoriza a literatura cearense, que aliás classifica literatura cearense apenas como 'cearense' e as literaturas feitas no sul-sudeste como 'literaturas brasileiras', é um ato extremamente político conhecer a nossa história, nossa história literária", pondera a escritora Nina Rizzi, que integra o módulo "Um passeio pela literatura contemporânea", o último do curso. "Nesse contexto de quarentena, esse curso surge como um acalento e uma oportunidade de ação em nossas vidas", completa. O curso terá duração de três meses.

Três webconferências serão realizadas como complemento ao conteúdo dos módulos. No Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), os alunos poderão ainda ter acesso a tutoria online e atividades de fixação, além de todos os fascículos em formato digital, e uma biblioteca virtual com conteúdos complementares. "Neste período de quarentena e de incertezas, se lançar numa imersão de estudo sobre a literatura cearense pode ser um oásis e uma oportunidade para aprender mais sobre temas e autores tão necessários aos nossos tempos", opina Vanessa Passos que, junto com Nina Rizzi, preparou o módulo sobre as tendências contemporâneas da literatura cearense.

Curso de extensão "Literatura Cearense"

Quando: de 18 de maio a 8 de agosto

Gratuito

Inscrições: cursos.fdr.org.br

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"