Logo O POVO Mais
Vida & Arte

Festival de Documentários começa de forma gratuita nesta quinta-feira, 8

Festival "É Tudo Verdade" reúne 69 documentários de 23 países em programação virtual e gratuita; evento começa nesta quinta-feira, 8
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
12 longas-metragens internacionais em competição serão exibidos no É Tudo Verdade, entre eles
Foto: Divulgação 12 longas-metragens internacionais em competição serão exibidos no É Tudo Verdade, entre eles "9 Dias em Raqqa", de Xavier de Lauzanne.

Curtas, médias e longas-metragens nacionais e internacionais, além de debates e homenagens a cineastas estarão disponíveis na programação do É Tudo Verdade - Festival Internacional de Documentários, que começa nesta quinta-feira, 8, e segue até o dia 18. Esta edição do festival é gratuita e será transmitida virtualmente devido à pandemia do novo coronavírus. É possível conferir a programação completa no site do evento.

Ao todo, são 69 obras audiovisuais, incluindo trabalhos inéditos, de 23 países na 26ª edição do festival. As produções serão exibidas em diferentes plataformas, distribuídas em sessões ao longo do evento e terão limite de espectadores (“visionamentos”) por sala virtual.

A programação reúne mostras competitivas e não-competitivas. Os trabalhos vencedores dos prêmios dos júris nas Competições Brasileiras e Internacionais de Longas/Médias-Metragens e de curtas-metragens estarão classificados para apreciação à disputa pelo Oscar do ano que vem. Na mostra não-competitiva “O Estado das Coisas”, serão apresentados documentários brasileiros e internacionais com viés informativo e jornalístico.

A abertura do evento será protagonizada pela exibição do filme “Fuga”, de Jonas Poher Rasmussen. O festival também disponibiliza em sua programação espaços para homenagens a cineastas, como Ruy Guerra e Chris Marker, e a artistas como Caetano Veloso. Além disso, haverá, de 14 a 16 de abril, debates com os curta-metragistas brasileiros em competição.

Leia também | Oscar 2021: Chloé Zhao, de "Nomadland", não está pronta para filmar sua infância

O curta-metragem “Cartas de Brasília”, de Larissa Leite, participa desta edição do “É Tudo Verdade”. A obra apresenta, a partir da memória afetiva do pai da cineasta ao reler cartas escritas nos anos 1970, um olhar pessoal para a história de várias famílias que escolheram Brasília como “horizonte possível”.

Segundo a diretora, as cartas foram trocadas entre seu pai e os irmãos dele, todos maranhenses, enquanto migravam para Brasília. A partir disso, pensou em fazê-lo retornar a lugares significativos do seu passado e, assim, trazer “novos significados ao presente”. Em sua visão, essa é uma trama particular e, ao mesmo tempo, de “tanta gente que apostou em Brasília”.

Leia também | Confira o que chega ao catálogo do Amazon Prime Video em abril

“Para mim, as cartas trocadas, por exemplo, transbordam o caráter privado e se aproximam de um registro histórico sobre a migração ocorrida para o interior do País, a partir do estabelecimento da nova capital”, destaca Larissa. Ela relata que, nas cartas de seu pai e de seus tios, havia “medo”, mas havia ainda mais o sentimento de “esperança”.

Ela acredita que a participação no “É Tudo Verdade” é um “reconhecimento muito importante” para seu filme e ressalta o caráter mais abrangente do festival a partir da virtualidade: “Esse modelo de exibição levou o gênero documentário para um público ainda maior. Nesse momento, como nunca, as pessoas precisam de arte como alimento para a alma, como processo de questionamento e cura. O festival cumpre esse papel social”.

Leia também | 15 anos de uma jovem orquestra espanhola e sua relação com o Brasil

Como reflexo das adversidades econômicas derivadas da pandemia, houve “retração no valor de patrocínios e apoios ao festival”, o que proporcionou uma edição mais “enxuta” em relação a anos anteriores. Esse problema é percebido por Amir Labaki, diretor-fundador do “É Tudo Verdade”.

Esta não será a primeira edição promovida virtualmente. Em 2020, o festival ocorreu em duas etapas e, segundo Labaki, alcançou mais de 116 mil espectadores no Brasil. Diante disso, ele reforça o valor de se poder exibir programação para outros públicos: “Mais importante do que números é a possibilidade de ampliar, pela exibição, o acesso ao festival a um público interessado, de fora do eixo Rio-São Paulo, onde tradicionalmente o festival acontece de maneira simultânea”.

Leia também | Confira o que chega ao catálogo do Disney+ em abril

Para Amir Labaki, diretor-fundador do “É Tudo Verdade”, o festival possui “notável impacto” na ampliação da produção e da distribuição de documentários no Brasil e, neste período de pandemia, pode contribuir para a formação de espectadores: “O festival continua a cumprir sua missão de destacar a nata da nova safra brasileira, por um lado, e, dada a ampliação do público nestas edições em streaming, certamente está formando espectadores para o documentário em sala no futuro próximo”.

Além de tornar os vencedores elegíveis para consideração nas categorias de Documentário de Longa e de Curta-Metragem do Oscar no próximo ano, o “É Tudo Verdade” distribui premiações em dinheiro com valores alcançando a marca de até R$ 20 mil.

Festival É Tudo Verdade

Quando: a partir desta quinta-feira, 8, até 18 de abril
Onde: nas plataformas É Tudo Verdade/Looke, Sesc em Casa e Spcine Play; no site do Itaú Cultural, no canal do YouTube do SESC 24 de Maio; no site do É Tudo Verdade; e na TV, no Canal Brasil.
Programação completa: etudoverdade.com.br

Confira alguns destaques

O “É Tudo Verdade” apresenta programação extensa e conta com obras audiovisuais variadas. Veja dicas de produções presentes no festival!

O documentário
O documentário "Fuga (Flee)", dirigido por Jonas Poher Rasmussen, foi escolhido para marcar a abertura do festival É Tudo Verdade.

Fuga (Flee)

O documentário "Fuga (Flee)", dirigido por Jonas Poher Rasmussen, foi escolhido para marcar a abertura do festival. O longa será transmitido às 21 horas nesta quinta-feira, 8, e tem limite de 2 mil visualizações de espectadores. A obra venceu o prêmio de Melhor Documentário no Festival de Sundance 2021. Na animação, Amin Nawabi (pseudônimo) luta com um segredo que manteve escondido por vinte anos e que ameaça desestabilizar a vida que construiu para si e para o futuro marido. A história da viagem feita por Amin na infância como refugiado afegão vem à tona pela primeira vez a partir do diretor do filme, que é amigo próximo de Amin.

Quando: quinta-feira, 8, às 21 horas

Onde: plataforma É Tudo Verdade/Looke

"Alvorada" mostra o cotidiano de Dilma Rousseff durante o desenvolvimento do processo de impeachment que a tirou do poder.

Alvorada

Participante do "Longas Brasileiros em Competição", o documentário "Alvorada" será exibido às 21 horas no dia 13, com limite de mil visualizações. A obra é dirigida por Anna Muylaert e Lo Politi e mostra o cotidiano de Dilma Rousseff durante o desenvolvimento do processo de impeachment que a tirou do poder. O filme testemunha a tensão que acompanhava o círculo da presidente e mostra a personalidade de Dilma em conversas informais sobre política, história, literatura e sobre si. O longa foi rodado entre julho e setembro de 2016.

Quando: 13 de abril, às 21 horas; reprise dia 14, às 15 horas

Onde: plataforma É Tudo Verdade/Looke

O Festival É Tudo Verdade apresenta ciclo de documentários com panorama da vida e da obra do cantor e compositor baiano Caetano Veloso
O Festival É Tudo Verdade apresenta ciclo de documentários com panorama da vida e da obra do cantor e compositor baiano Caetano Veloso

CAETANO.DOC

O Festival É Tudo Verdade apresenta nesta edição um ciclo de documentários que traça um panorama da vida e da obra do cantor e compositor baiano Caetano Veloso. A abordagem vai desde sua participação em festivais nos anos 1960 a turnês internacionais dos anos 2000. Entre os documentários, estão "Tropicália","Uma Noite em Férias" e "Coração Vagabundo".

Quando: a partir de hoje, dia 8

Onde: plataformas Spcine Play e É Tudo Verdade/Looke

Mais informações: site do É Tudo Verdade

"A Solidão do Cantor", de Chris Marker, será exibido no festival É Tudo Verdade

MARKER, 100

No ano de seu centenário, o francês e mestre do cinema documental Chris Marker ganhará uma programação especial em sua homenagem no “É Tudo Verdade”. Serão apresentadas algumas de suas obras mais importantes, como “Sem Sol”, “Carta da Sibéria” e “A Solidão do Cantor”. A programação tem limite de mil visualizações.

Quando: nesta quinta-feira, 8, a partir das 11 horas e até às 22 horas
Onde: plataforma É Tudo Verdade/Looke

Cena do documentário
Cena do documentário "A Última Floresta"

A Última Floresta

Para encerrar a 26ª edição do É Tudo Verdade, será exibido o longa-metragem brasileiro "A Última Floresta", dirigido por Luiz Bolognesi. A obra será transmitida no dia 18 às 19 horas e terá limite de 2 mil visualizações. O filme mostra as tentativas do xamã Davi Kopenawa, em uma tribo Yanomami isolada na Amazônia, de manter vivos os espíritos da floresta e as tradições enquanto a chegada de garimpeiros traz morte e doenças para a comunidade.

Quando: a partir das 19 horas do dia 18

Onde: plataforma É Tudo Verdade/Looke

Curta-metragem
Curta-metragem "Cartas de Brasília" traz um olhar pessoal para a história de várias famílias que escolheram Brasília como horizonte possível.

Cartas de Brasília

O curta-metragem “Cartas de Brasília”, de Larissa Leite, será exibido neste sábado, 10, a partir das 13 horas. A obra traz, a partir da memória afetiva do pai da cineasta ao reler cartas escritas nos anos 1970, um olhar pessoal para a história de várias famílias que escolheram Brasília como horizonte possível.

Quando: neste sábado, 10, às 13 horas
Onde: plataforma É Tudo Verdade/Looke

O cineasta Ruy Guerra, que completará 90 anos em agosto, será homenageado nesta edição do festival.
O cineasta Ruy Guerra, que completará 90 anos em agosto, será homenageado nesta edição do festival.

Homenagem a Ruy Guerra

O cineasta Ruy Guerra, que completará 90 anos em agosto, será homenageado nesta edição do festival. Além de uma mostra de filmes com títulos como “Os Comprometidos - Actas de um processo de descolonização” e “O Homem que Matou John Wayne”, haverá uma master class ministrada com as presenças dele, do historiador de cinema Adilson Mendes e do cineasta Diogo Oliveira.

Quando: filmes disponíveis até 8 de maio na Spcine Play e de 11 a 18 de abril na plataforma Sesc em Casa; master class no dia 13, às 11 horas
Onde: plataformas Spcine Play e Sesc em Casa; canal Sesc 24 de maio no YouTube

12 longas-metragens internacionais em competição serão exibidos no É Tudo Verdade, entre eles
12 longas-metragens internacionais em competição serão exibidos no É Tudo Verdade, entre eles "9 Dias em Raqqa", de Xavier de Lauzanne.

9 dias em Raqqa

12 longas-metragens internacionais em competição serão exibidos no É Tudo Verdade, entre eles “9 Dias em Raqqa”, de Xavier de Lauzanne. A obra será veiculada no dia 12 às 19 horas, ficando disponível por 24 horas ou até alcançar o limite de mil visualizações. O longa retrata a vida da curda e síria Leila Mustapha em Raqqa, capital do Estado Islâmico que foi reduzida a ruínas pela guerra. Prefeita aos trinta anos, sua missão é reconstruir a cidade, promover a reconciliação e estabelecer a democracia. Uma escritora francesa tem nove dias para conviver com Leila e poder contar sua história em um livro.

Quando: no dia 12, às 19 horas
Onde: plataforma É Tudo Verdade/Looke

Como assistir ao festival pelo Looke

A plataforma “É Tudo Verdade/Looke” abrigará a maior parte da programação do festival. Para ter acesso às produções, é preciso seguir os passos abaixo:

- Cadastre-se no site www.looke.com.br. Um código SMS será enviado para o seu celular para a conclusão do cadastro;
- Acesse o site www.etudoverdade.com.br e clique em “Programação”;
- Clique no filme selecionado; ao fazer isso, você será direcionado para a página do “É Tudo Verdade/Looke”

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"