Logo O POVO Mais
Reportagem Especial

Aprenda a meditar mesmo quando estiver com muito trabalho

Meditar mesmo quando está assoberbado de trabalho? É bem possível. O POVO Mais convida os assinantes da plataforma a momentos de meditação guiada com a psicoterapeuta e professora Gayana Ricci.

Aprenda a meditar mesmo quando estiver com muito trabalho

Meditar mesmo quando está assoberbado de trabalho? É bem possível. O POVO Mais convida os assinantes da plataforma a momentos de meditação guiada com a psicoterapeuta e professora Gayana Ricci.
Tipo Notícia Por
 
 

O ano de 2009 foi um marco para a vida da psicoterapeuta e professora Gayana Ricci. Ela morava na Inglaterra onde cursava Gestão de Turismo Internacional, quando recebeu a notícia da morte da mãe. “Era a primeira vez que a vida me dava uma rasteira tão grande”, relembra Gayana, ao falar do luto no qual mergulhou. O ano de 2009, porém, não seria apenas o da perda. De volta a Salvador, à casa da família, recebeu um convite para um workshop de meditação e massagem, que aceitou por compreender a necessidade que o momento exigia para lidar com suas emoções. Foi este o ponto de inflexão e mudança na vida de Gayana.

A meditação foi a porta para a espiritualidade que buscava. O workshop abriu o leque de possibilidades para Gayana começar seu processo pessoal de cura por meio da prática milenar que ganha cada vez mais adeptos no Brasil. A experiência foi como um “clique”, afirma a psicoterapeuta, que também conheceu as meditações do Osho e a partir dali, passou a fazer uma série de treinamentos de meditação e massagem ayurvédica, uma técnica voltada para o equilíbrio corportal, energético e mental, criada pela professora indiana Kussun Modak.

“Não tinha o objetivo de ser profissão. Era uma busca pessoal, expandindo meu estado meditativo e de autoconhecimento”, conta. Mas o tempo se encarregou de ir transformando a experiência e Gayana ampliando o aprendizado inicial. “Passei a fazer vários treinamentos com visão mais integrativa do ser humano voltados para a inteligência emocional, aconselhamento, traumas, relacionamento e sexualidade e todos eles com foco na meditação”, detalha o processo que a tornou uma psicoterapeuta.

 

"Meditar me trouxe a consciência da atividade mental no dia a dia, principalmente nessa época que a gente vive, com tudo acontecendo muito rápido e a gente não para para se perceber, perceber o outro, a natureza." Gayana Ricci, psicoterapeuta e professora baiana

 Quase uma década e meia do encontro inicial com a meditação que mudou os rumos da sua vida, Gayana aponta os benefícios da prática. “A meditação me fez perceber como eu via a realidade a partir de pensamentos que nem eram meus. Meditar me trouxe a consciência da atividade mental no dia a dia, principalmente nessa época que a gente vive, com tudo acontecendo muito rápido e a gente não para para se perceber, perceber o outro, a natureza. Isso nos deixa com uma visão muito limitada da vida. A meditação amplifica essa visão sobre a vida e o ser humano”, ensina a professora baiana.

 Gayana Ricci afirma que é necessário desmistificar a prática da meditação como incompatível com a sociedade contemporânea(Foto: FCO FONTENELE)
Foto: FCO FONTENELE Gayana Ricci afirma que é necessário desmistificar a prática da meditação como incompatível com a sociedade contemporânea

Além disso, segundo a psicoterapeuta, a meditação cria um espaço para a consciência dos sentimentos, das emoções e sensações que perpassam nossa vida. “A meditação é uma grande ferramenta de desenvolvimento para lidar com as próprias emoções, além de abrir conexão com a espiritualidade”, explica Gayana, enfatizando que é necessário desmistificar a meditação como uma prática de silêncio durante horas por dia.

“Um dos papéis que tenho como missão é mostrar que é possível trazer a meditação para a vida ocupada das pessoas. É possível aumentar os espaços de silêncio e meditação e perceber que meditação é um estado, não é um fazer. É possível desenvolver um estado interno e tudo o que se faz ser uma meditação, estar presente, estar consciente”.

 

 

Duas meditações para você

 

Aos leitores do O POVO Mais, Gayana preparou duas meditações guiadas. Uma com 3 minutos que ela chama de “Meditação para pessoas ocupadas”, e uma segunda meditação guiada de 8 minutos. “São meditações simples que ajudam a criar um espaço de maior percepção do corpo e da atividade mental”, adianta a psicoterapeuta e professora.

A meditação de 3 minutos pode ser feita durante uma atividade de trabalho e várias vezes ao dia. “Nos momentos de aceleração e, também, no estresse pós-traumático da pandemia, parar três minutos até seis vezes ao dia, pode contribuir imensamente para esses espaços de silêncio”. De acordo com Gayana, a meditação de 8 minutos é um convite para uma “consciência da atmosfera interna e da percepção dos sentimentos e das emoções”, propõe. Pode também complementar a meditação de 3 minutos.

 

Essa notícia foi relevante pra você?

Conteúdo exclusivo para assinantes

Conteúdo exclusivo

Saiba mais

Estamos disponibilizando gratuitamente um conteúdo de acesso exclusivo de assinantes. Para mais colunas, vídeos e reportagens especias como essas acesse sua conta ou assine O POVO +.