15 anos do furto que nunca acabou

Quinze anos depois do furto milionário do Banco Central de Fortaleza, o procurador Samuel Arruda - que atuou desde 2008 nos processos do caso - faz conexões com o atual cenário de violência. E, também, reflexões sobre como o dinheiro do crime organizado se infiltrou nas cidades e na política do Interior cearense.

Lista de episódios
Logo O POVO Mais