Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

esportes
Opinião

Pikachu, com gol de falta, cumpriu o destino dos predestinados

Lateral, que também joga de ponta, fez gol que valeu quase R$ 2 milhões para o Tricolor do Pici. Quer mais o quê?
Fortaleza em 6 de abril de 2021, Comemoracao do gol de yago pikachu, na classificacao do Fortaleza em cima do Ypiranga, pela copa do brasil 2021, na arena castelao. (Foto FCO Fontenele)
Fortaleza em 6 de abril de 2021, Comemoracao do gol de yago pikachu, na classificacao do Fortaleza em cima do Ypiranga, pela copa do brasil 2021, na arena castelao. (Foto FCO Fontenele)

.JÁ estava certo que Pikachu entraria no jogo. Enderson Moreira só não sabia no lugar de quem. Os minutos passando, o tempo escoando, Ypiranga na expectativa de, pelo menos, arrancar o empate. Até se desenhava, pelo andamento da partida. Fortaleza sem deslanchar, o que é pior, enroscado em suas próprias pernas. Nada mais difícil para aquele ataque tricolor que criar situação de gol. E as poucas que aparecem, os chutes ou cabeçadas tomam sempre o rumo erado.

.CULPA de quem? Como é difícil pra cabeça do Enderson definir um modelo tático, repetir um mesmo time ao menos duas vezes. Material humano tem de sobra. É só escolher os melhores, ou os menos ruins, botar pra treinar até de madrugada. Mudando a cada jogo, acabará por dar um nó górdio em sua cabeça.

.ESTE é um dos motivos pelos quais a torcida pega tanto no seu pé, exatamente por não sentir firmeza no seu trabalho. Como seu santo só pode ser forte, vai respondendo com vitórias, mesmo sem encher os olhos. Enfim, o que interessa. Dane-se quem continuar estrilando.

ARMA SECRETA?

.NÃO era o Pikachu a arma secreta. Mesmo porque tem lugar pra ele naquele time, por ser um jogador plural. Quer dizer, onde botar, ele joga. Foi assim no Vasco. Entendeu Luxemburgo que o espaço da lateral era muito restrito pra o papa-léguas. Resolveu lançá-lo na meia, mais perto dos atacantes. Quem sabe das coisas enxerga só no faro.

. FINALMENTE o estalo de Enderson apareceu. Tirou Robson, que tem todos os cacoetes, menos de ponta, mas ainda assim ele teima em escalá-lo ali, talvez com medo de sacar o Wellington Paulista. Mas quem garante que o Robson é melhor que ele? Não é. Então, preferível deixá-lo no banco.

.FOI na ponta que Pikachu entrou, ajudando a Tinga, ótimo lateral, embora se contunda com facilidade. Os dois ali, caindo pelas extremas, foi a chave encontrada pra abrir o ferrolho do time gaúcho. O Fortaleza cresceu na partida com esta simples mudança, apesar de o gol demorar a sair.

.ATÉ surgir aquela bendita falta na entrada da área. Quem bateria? Deu-se a nova tragédia. Sem Juninho, o time ficou órfão de especialista no assunto. Até que Pikachu, diante de toda aquela hesitação, resolveu bater. Nem sabia quando tinha sido seu último gol de falta.

.BENDITA hesitação e mais bendita ainda a coragem do paraense. Foi lá, ajeitou a bola, acertou o ângulo do bom goleiro do Ypiranga. A vitória sofrida do Fortaleza aconteceu precisamente naquele gol. Consumou-se a permanência do Tricolor na Copa do Brasil e garantiu a bolada gorda pela classificação. Tudo isso graças ao Pikachu e ao estalo, mesmo atrasado, do Enderson, que parece ter tendência para o masoquismo, tamanho o sofrimento que passa pra torcida tricolor.

.QUANTO ao Ypiranga, uma equipe apenas bem arrumada taticamente, embora sem grande valores individuais. Mesmo assim andou fazendo das suas, parando na falta de qualidade dos seus atacantes. O Ypiranga não veio pra vencer, sim pra empatar, arriscar nos pênaltis. Se é um time pouco melhor, teria feito um estrago.

HERÓI POR ACASO?

.PIKACHU, rotulado de herói da classificação, é bom de fala como todo paraense, via de regra. E também sincero. Na entrevista ele até excedeu-se -"Bati a falta ao ver que havia indecisão entre meus companheiros. Tomei a iniciativa por conta própria. Nem sei mesmo explicar como aquela bola entrou. Mas se alguém perguntar quando foi o último gol falta, não saberei responder". Herói por acaso? Vá lá que seja.

DESOVA

.CEARÁ finalmente conseguiu livrar-se do limitado lateral Eduardo, mandando-o para o América Mineiro do Lisca. Nesta desova ainda faltam uns cinco. Lisca tem uma queda pelo Baxola. É só pedir, o Robinson manda. Pelo Eduardo nada cobrou. Deve ter rezado um terço. Emagreceu a folha, o que já é uma vantagem. É o segundo alvinegro que contrata. De contrapeso, levou o Juninho, que o Fortaleza queria se livrar. Não demora monta uma filial cearense no simpático Coelho.

URGENTE, O VAR

.MESMO contestado por muito, às vezes o VAR faz falta. Como aquela bola que bateu na mão do Quintero, pênalti claro, que o árbitro, na dúvida, mandou prosseguir. O bandeirinha, que não é tolo, fez de conta que não era com ele. Porque meter a mão nesta cumbuca?

BOCA DE FORNO

.CADA técnico, uma mania. Enderson Moreira passa mais tempo de cócoras do que em pé. Ou a visão do jogo é melhor ou tem algum problema na coluna. Quem arrisca perguntar a ele? /// YPIRANGA de Erechim, enfim, fez seu papel. Chegou até onde o limite deu. Afinal, onde fica Erechim? Onde o minuano gaúcho faz a curva... /// TERCEIRO jogo seguido que Quintero sente cãibras. Deve ter um motivo. Ou vários. Grande Miguel Júnior, receita banana, que tem potássio poderoso. Então, é só mandar plantar bananeiras no Pici...

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais