Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

Alan Neto
esportes
Opinião

Causas e efeitos de Guto Ferreira e Juan Pablo Vojvoda

De posturas antagônicas, técnicos de Ceará e Fortaleza vêm conseguindo resultados bem distintos no Campeonato Brasileiro
Estilos diferentes de Ceará e Fortaleza serão postos à prova no Clássico-Rei da Copa do Brasil
Estilos diferentes de Ceará e Fortaleza serão postos à prova no Clássico-Rei da Copa do Brasil

- INTERVALO do jogo entre Fortaleza x Internacional, vantagem tricolor no marcador, a ordem do técnico Juan Pablo foi expressa e registrada aos jogadores — para que todos ficassem bem atentos.

- EI-LA sem tirar nem pôr, traduzida no ato pelo Léo Porto: "Não quero acomodação em campo só porque estamos vencendo. Quero, isto sim, mais intensidade, mais objetividade, se for possível, mais gols."

- FULMINOU - "Sem essa, também, de toquinhos para os lados, naquela de ganhar tempo. Quero, isto sim, o time jogando pra frente" .

- ARGENTINO não ficou aí: "Quem desobedecer vai logo substituído. Não quero acomodação. Quero muita garra e determinação, sempre jogando pela vitória".

- ORDEM dada, ordem entendida, o gás aumentou no segundo tempo e a goleada foi se ampliando até chegar aos extravagantes 5 a 1.

QUEDA LIVRE

- DIRETORIA do Ceará preferiu colocar o pé no freio em relação à situação do técnico Guto Ferreira. Se tinha (ou ainda tem) intenção de lhe dar o cartão vermelho, preferiu colocar o pé no freio, naquela de outra chance no clássico contra o Fortaleza, quinta.

- CLARO que Guto, ganhando algo em torno de R$ 350 mil, contrato renovado recentemente, jamais pediria pra sair. Ficou na dele sem perder a calma aparente, mesmo sabendo que seu time está em queda livre.

- ADICIONE-SE a tudo isso fato de Robinson de Castro não gostar de dar as contas de técnico de futebol. Lembram o Enderson Moreira, aquele mesmo, que quase enterra o Fortaleza, um pouco antes levava o Ceará a caminho da sepultura?

- PRESIDENTE contou até mil antes de lhe dar as contas. E só o fez depois do clamor da torcida nas redes e de pichação nos muros de Porangabuçu.

- GUTO Ferreira, pelo visto, segue o mesmo périplo, a não ser que acorde pra realidade, a partir da coragem de barrar o Vina, quebrando a bola, e do Lima, que, quando joga, está desligado e preguiçoso.

IMITAR NÃO É DEFEITO

- COMO imitar o que é bem feito não é defeito, sim qualidade, recomenda-se ao Guto ver o tape do Fortaleza contra o Internacional, do último domingo.

- COMO pode um time jogar dentro de 3-5-2, dentro de campo atuar com tanta intensidade, sempre em busca do gol? O que mata um esquema tático é o tal do rame-rame, ou seja, bola para os lados, desviando-se do gol contrário.

- URGENTE, é preciso que alguém no Ceará — que tal o próprio presidente Robinson? — pedir ao Guto para criar outros modelos táticos.

AREIA MOVEDIÇA

- JÁ imaginaram o Ceará num 4-3-3 com o elenco que tem ou mesmo mais ousado, 4-2-4, passaria por cima de qualquer um.

-ISSO fica para técnico que deseja vencer e não aquele feito o Guto, que já entra em campo com medo de perder.

- QUEREM um exemplo? Sobral, ótimo volante, improvisado na ponta de direita é coisa de professor Pardal. Um horror, um horror.

- ESTE caminho, inexoravelmente, é o mais curto para a areia movediça, logo ali. Pregado aviso.

PROVA, PROVADA

- OS números são implacáveis. Em 8 jogos o Fortaleza já balançou as redes 37 vezes, média salutar em todos os sentidos. Provando que jogando com intensidade e objetividade é mais fácil chegar ao gol contrário.

- DEZ jogos disputados no comando tricolor vai muito bem, obrigado, pelo menos por enquanto. A torcida antes macambuzia, pelas redes explode de alegria.

BOCA DE FORNO

- TEMPO esquentou no futebol brasileiro, agora, em dois polos.

- PRIMEIRO — afastamento do presidente Caboclo da CBF, assumiu o presidente da Federação do Pará, pelo critério, idade, 82 anos. Afastamento é por 30 dias, acusado de assédio moral e sexual. Devia estar no xilindró.

- SEGUNDO — jogo contra o Paraguai, Tite, antibolsonarista, fará pronunciamento. O desenho já está feito. Contra a Copa da América, com apoio do elenco, a se deduzir pelas declarações de Casemiro. Ou não, que jogador é gosta de sentar em cima do muro.

- POUCOS repararam. Na saída para o intervalo, o técnico Tite parou o elenco pra dar instruções. Todos ouviam (ou fingiam ouvir) atentamente.

- ENQUANTO Neymar de cócoras, fingia amarrar as chuteiras, nem aí para o que o técnico dizia. Em campo jogou nada...

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais