Foto de Bernard Twardy
clique para exibir bio do colunista

Bernard Twardy, um chef de estirpe clássico, chegou ao Ceará há 32 anos para nunca mais deixar a terrinha. A acolhida e a semelhança com o Caribe, onde passou sete anos, o seduziram. Antes, viajou pelo mundo em busca de saberes novos e há mais de duas décadas se dedica à gastronomia do Beach Park e ao fortalecimento da identidade do alimento com pegada Cearense.

Bernard Twardy gastronomia

Mayú: cozinha criativa no Senac Reference

Tipo Opinião
Salmão mi cuite, purê de couve-flor com alho-poro e molho de dill  (Foto: divulgação)
Foto: divulgação Salmão mi cuite, purê de couve-flor com alho-poro e molho de dill

O restaurante Mayú é a mais moderna unidade do SENAC. O nome de origem Tremembé, povo indígena do Ceará, significa comer.

Em funcionamento desde novembro, o Mayú está trabalhando hoje com um menu executivo para o almoço, tendo como proposta apresentar preparações da culinária nacional e do vasto mundo. O almoço, do qual sou fá, pede reserva, vive lotado. Começa escolhendo uma das duas opções de entradas, dois pratos principais também duas sobremesas. Você vai ter a oportunidade de apreciar a cada semana que passa, as culinárias italianas, francesas, brasileiras e asiática.

O jantar oferece uma opção, o menu Degustação (agora das 18:00 as 20:00) O menu elaborado pelo Chef Ivan Prado e a sua equipe, prioriza insumos locais e contribui para a sustentabilidade da cadeia produtiva. À mesa, sabores e técnicas da cultura alimentar nordestina, histórias e memórias, em apresentações que refletem toda a liberdade para criar.

O menu do jantar envolve pesquisas realizadas por meio do projeto “Saberes e Sabores do Ceará” Co idealizado e executado pelo Chef Ivan, com base em três pilares: mar, serra e sertão. Os insumos dos três biomas, estrelas no menu degustação do jantar, são o tomate da Serra da Ibiapaba, cogumelos de Guaramiranga, a cajuína de São Gonçalo do Amarante e o peixe de todo o litoral cearense, além do mungunzá salgado do sertão entre muitos outras.

Snacks para pegar o ritmo, inicie com a vieira crua, servida com melancia marinada (Que fez sucesso no encontro mundial dos Chefs, na primeira versão do Chef Pedro Emilio também do SENAC) , creme de castanha, emulsão do mar em crocante de tapioca, continue como Tartar de filé do sol curado com maionese de coco, Béarnaise de manteiga cítrica em crocante farinha D’Água. Entregue se ao bombom de foie gras tostado, cajuína, farofa de bacon e mandioca frita.
A entrada Guaramiranga traz cogumelos da serra com vegetais tostados, farofa, gema de ovo e molho de queijo de cabra do Quixadá, a entrada Ibiapaba une três elementos produzidos na região: morango, rosas e tomate em uma combinação saborosa. O tradicional pargo, é o prato principal do Mayú, ele vem com pirão, macaxeira suflada e legumes. O menu conta ainda com mais duas opções, o camarão com purê de jerimum, texturas de abóbora, demi glace de frutos do mar e furikake. Esta fase encerra com um porco com mungunzá salgado, pipoca, torresmo e goiabada.

Pré-sobremesa e sobremesa com frutas típicas da região como manga e cajá, sétima etapa, com sorbet de manga, curd de cajá, creme azedo de hortelã e tuile de gengibre. Grand final com sorbet e coco queimado que remete à cocada sempre presente nas mesas do Nordeste.

Dentro de uma unidade avançada de educação profissional do Senac, o prédio que abriga o Mayú traz um projeto arquitetônico que adota princípios do design universal, como acessibilidade e integração. No último andar, o restaurante lança mão de uma decoração aconchegante e clean, com cores em tons terrosos e objetos de design com um toque regional. O ambiente da cozinha, de fazer babar muitos chefs, tem uma parede de vidro, que permite acompanhar a finalização dos pratos. Produção essa que resulta do trabalho de nove cozinheiros formados pelo Senac Ceará. A equipe é forte e trabalha brilhantemente nessa performance ao vivo. A Chef Dida Carneiro, formada na França e responsável pelo menu do almoço com culinária internacional, e Diego Freire, prata da casa, formado no Senac Ceará e um dos criadores do Tríade, projeto que busca valorizar a culinária cearense moderna”, destaca Ivan.

Serviço:
Mayú – Cozinha Criativa
Endereço: Senac Reference - Av. Desembargador Moreira, nº 1301 – Aldeota
Horário: De terça à sexta-feira, das 19h30 às 22h. Aos sábados, das 19h30 às 23h
Mais informações e reservas: 3208.1609

Mayú – Cozinha Criativa

Endereço: av. Desembargador Moreira, nº 1301 - Aldeota
Horário: De terça à sexta-feira, das 19h30min às 22 horas. Aos sábados, das 19h30min às 23 horas
Mais informações e reservas: 3208 1609

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais