Foto de Bernard Twardy
clique para exibir bio do colunista

Bernard Twardy, um chef de estirpe clássico, chegou ao Ceará há 32 anos para nunca mais deixar a terrinha. A acolhida e a semelhança com o Caribe, onde passou sete anos, o seduziram. Antes, viajou pelo mundo em busca de saberes novos e há mais de duas décadas se dedica à gastronomia do Beach Park e ao fortalecimento da identidade do alimento com pegada Cearense.

Bernard Twardy gastronomia

Nem só de baião vive o mundo...

Tipo Opinião
Moros y Cristianos (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução Moros y Cristianos

Os viciados no preparo do baião de dois podem viajar tranquilos em vários países. O arroz com feijão é um tipo de combinação que surge em várias culturas culinárias ao redor desse nosso mundo.

A dupla é combinada de alguma maneira em culturas geograficamente muito distantes, o que sempre me surpreendeu. A combinação de grãos e leguminosas fornece nutrientes importantes e muitas calorias, ambos, em contextos econômicos normais, estão amplamente disponíveis.

O arroz e o feijão são veganos e, quando combinados, formam uma proteína completa. Nosso baião de dois tem tantas belas autorias, gosto da versão do Observatório Cearense da Cultura Alimentar, que não vou entrar nas platibandas cearenses.

Admiro-me de não ter uma oferta maior de feijões no mercado em um país que gosta tanto dele à mesa. Nos Estados Unidos, os Whole Foods oferecem no mínimo 30 tipos do grãos. Que bom saber que podemos encontrar tantas versões da composição arroz-feijão pelo planeta. Vou citar alguns:

O Hoppin'John é um prato de feijão-fradinho do sul dos Estados Unidos.

Kongbap é o nome do prato coreano de feijão e arroz.

Rajma é um dos poucos preparos indianos servido com a dupla. Um prato de feijão e arroz é o mais comum da culinária crioula de Louisiana.

Em Israel o Orez Shu'it é o tradicional preparo com a dupla.

O continente africano não podia faltar, no Gana o Baião se chama Waakye. Certeza que no Cabo Verde tinha algo, o Feijão Pedra que é servido separando a dupla. Cuba brilha com o Moros y cristianos, que consiste em feijão preto e arroz cozidos juntos.

O Curry de feijão vermelho, rico em especiarias do Oriente Médio e do Nordeste da África com menos de dez ingredientes em uma panela é absolutamente delicioso. Esta variante é preparada com pequenos feijões vermelhos, cebola refogada em óleo de coco, caldo de legumes, Curry, Garam Masala, pimenta, coentro e leite de coco.

Servido mesclado com arroz de jasmim marrom, fica uma aventura.

Bandeja Paisa (literalmente) é um preparo popular da culinária colombiana. A principal característica nesta bandeja é a sua fartura, feijão vermelho e arroz branco, carne moída, ovo frito, banana, chorizo, molho Hogao (a base de alho Porró), morcela, abacate e limão.

Moros y Cristianos é um prato que carrega consigo uma profunda história cultural. Moros y Cristianos é um prato cubano servido em praticamente todos os restaurantes da ilha É a legitima versão cubana do arroz com feijão, cozido juntos, ao arroz e o feijão preto, temperado com a animada e picante maneira cubana de chegar ao fogão.

Resumindo, desejo que cada família cearense tenha recursos para colocar na mesa a versão mais simples do nosso amigo.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais