Foto de Carlos Mazza
clique para exibir bio do colunista

Colunista de política, o jornalista Carlos Mazza coordena o O POVO Dados, núcleo que trabalha com reportagens a partir de bancos de dados. Já foi repórter de Política e repórter especial do O POVO.

Carlos Mazza política

O "quebra-cabeça" da CPI das Associações

CPI criada para investigar financiamento de associações de policiais militares do Ceará terá reunião de instalação amanhã
ROMEU ALDIGUERI (PDT) deve ser indicado para presidir CPI (Foto: Aurelio Alves)
Foto: Aurelio Alves ROMEU ALDIGUERI (PDT) deve ser indicado para presidir CPI

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada para investigar financiamento de associações de policiais militares do Ceará terá reunião de instalação amanhã. Em sessão marcada para as 10 horas, no Salão Nobre da Assembleia, os líderes de partidos com maior representação na Casa deverão indicar os nove membros do colegiado, que realizarão logo depois uma eleição que definirá a presidência e a relatoria do grupo. Ao longo do fim de semana, foram intensas as articulações para a "montagem" da CPI.

A maior indefinição segue em torno dos três nomes que serão indicados pelo bloco PDT, Cidadania e DEM. Até agora, são dadas como mais certas indicações de Romeu Aldigueri (PDT), autor do pedido de CPI, e de Salmito Filho (PDT). O imbróglio segue sendo pela definição da terceira vaga, com tanto Osmar Baquit (PDT) quanto Marcos Sobreira (PDT) demonstrando interesse pela vaga.

Na sessão da última quinta-feira, que deferiu a instalação do grupo, tanto Baquit quando Sobreira fizeram discursos sobre o tema, ambos subindo o tom contra o volume de recursos movimentado pelas associações.Conhecido pelo estilo "cão de briga" e sem papas na língua, Baquit seria uma indicação pelo confronto direto. Já Sobreira é visto com perfil "meio termo", com maior espaço para diálogo com a oposição.

Leia também: Justiça quebra sigilos de entidades e pessoas ligadas a motim da PM-CE

Partidos políticos

Entre PT, PP e MDB, partidos que terão direito a uma indicação cada, a coisa parece mais definida. No caso petista, já foi acertada a indicação de Elmano de Freitas, camilista convicto, para a vaga.

Já o PP deve indicar Bruno Pedrosa. O nome emedebista segue indefinido, com alta probabilidade de indicação de Danniel Oliveira, líder do partido na Casa e sobrinho do ex-senador Eunício Oliveira.

Acordo ou sorteio

SOLDADO NOELIO deve ser membro da CPI
SOLDADO NOELIO deve ser membro da CPI (Foto: Aurelio Alves)

As três outras vagas da CPI deverão ser indicadas através de um acordo entre seis partidos com pelo menos dois deputados na Assembleia –Republicanos, Solidariedade, PSDB, PSB, PCdoB e Pros. Caso esse grupo não chegue a um consenso, as vagas serão sorteadas entre esses 12 deputados.Até agora, a tese mais consensual é pela indicação de Soldado Noelio (Pros), representante de policiais militares, para uma das vagas. Diversos deputados demonstraram interesse na outra vaga, sobretudo Augusta Brito (PCdoB).

Com exceção de Noelio, todos os nomes ventilados são de deputados do "núcleo duro" da base aliada dos Ferreira Gomes no Ceará. A expectativa, portanto, é de tempos difíceis para a oposição dentro da CPI.

Relatoria e presidência

Como apresentou a proposta que gerou a CPI, Romeu Aldigueri é cotado como nome "natural" para presidir os trabalhos do grupo. Para a relatoria, deputados afirmam que o perfil de Salmito Filho seria o mais adequado, um "meio termo" entre a defesa do governo Camilo Santana (PT) e capacidade de "encarar" reações da oposição no grupo. Elmano de Freitas também desponta como possível relator dos trabalhos.

As posições, no entanto, ainda seguem em debate. Nesta segunda-feira, pedetistas e líderes de outros partidos deverão conversar para bater o martelo das indicações.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais