Foto de Ivan Prado
clique para exibir bio do colunista

Formado em Gastronomia pelo Centro Universitário Senac São Paulo (2009); Prochef pelo The Culinary Institute of America (2013). Pesquisador da gastronomia cearense é Autor do

Ivan Prado gastronomia

Conhecendo e valorizando ingredientes

Tipo Opinião
Green salad  (Foto: Divulgação )
Foto: Divulgação Green salad

 

Dizem que a saúde vem pela boca. Essa frase nunca fez tanto sentido no momento que vivemos hoje.

Você já se perguntou de onde vem o alimento que você está comendo?

Geralmente não fazemos esse tipo de questionamento no nosso dia a dia, mas saber como nossos alimentos são produzidos, qual o tipo de produção ou se utilizam agrotóxicos, por exemplo, é de imensa importância.

Vamos lá! A primeira coisa que devemos procurar saber é: qual a diferença entre um produto orgânico e um produto bio dinâmico ou sazonal?

Um produto para ser chamado de orgânico no Brasil, o produtor deve fazer parte do Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos via certificação.

A importância da certificação, além da garantia da qualidade do produto/serviço ao consumidor, está na regulamentação dos processos e tecnologias de produção necessárias para a manutenção de padrões éticos do movimento orgânico e credibilidade do produto e produtor no comércio.

Já na Agricultura Biodinâmica tem como fundamento principal a integração de todos os elementos ambientais agrícolas, tais como culturas do campo e da horta, pastos, fruticulturas e outras culturas permanentes. Caso o organismo agrícola ordene-se em torno desses elementos, nasce uma fertilidade permanente e atinge-se a saúde do solo, das plantas, dos animais e dos seres humanos.

Já no conceito de sazonalidade é muito forte na agricultura, pois o clima determina as melhores épocas para plantio e colheita. Isso explica a razão de certos alimentos serem mais disponíveis, com melhor preço e qualidade, em determinadas épocas.

Sendo bio dinâmico, orgânico ou sazonal devemos pensar em uma comida limpa e justa. Não podemos achar que o frango nasce numa bandeja na gôndola de supermercado.

Devemos entender que uma boa alimentação nos deixa mais fortes e sadios e que podemos ser conscientes ao consumir produtos que não poluam o nosso meio ambiente ou que agridam menos.

Sejamos mais engajados e conscientes, isso não deve partir apenas de um chef ou restaurante, mas da sociedade, de você, da sua casa! Juntos somos mais fortes e a consciência constrói um futuro mais consciente e justo! Longevidade com saúde!

Salada de folhas, atum da costa e vinagrete de hortelã e dill
Ingredientes:
- 1 und de cada Mix de folhas (Rúcula, Agrião, alface americana, alface roxa)
- 100 gr de mix de Tomate cereja amarelo e vermelho
- Hortelã, manjericão, dill a gosto
- ½ Cebola roxa laminada fina
- 300 gr de Atum cru e 100 gr de gergelim

Molho:
- 100 ml de azeite extra virgem
- 25 ml de vinagre de maçã
- ½ maço de hortelã, dill, hortelã
- Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
1. Lave os vegetais e as ervas.
2. Passe o atum no gergelim doure 2 minutos em cada lado.
3. Bata no liquidificador; vinagre maçã, azeite, hortelã, dill e manjericão picado.

Leia também | Confira mais dicas e receitas do chef Ivan Prado na coluna Gastronomia em Foco, exclusiva para leitores do Vida&Arte

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais