Foto de Jocélio Leal
clique para exibir bio do colunista

Redator do blog e coluna homônimos, diretor de Jornalismo da Rádio O POVO/CBN e CBN Cariri, âncora do programa O POVO no Rádio e editor-geral do Anuário do Ceará

Grendene melhora e distribui dividendos

Com três fábricas no Ceará, a empresa declarou receita bruta de 1,1 bilhão no primeiro semeste deste ano, aumento de 6,9% em relação ao mesmo período de 2019
Tipo Opinião
FÁBRICA da Grendene em Sobral (Foto: Divulgação/Grendene)
Foto: Divulgação/Grendene FÁBRICA da Grendene em Sobral

A Grendene - com fábricas no Ceará em Sobral, Fortaleza e Crato - declarou no primeiro semestre receita bruta de R$ 1,1 bilhão. Isto é um aumento de 6,9% ante o janeiro a junho de 2019. Em volume de pares embarcados, 58,9 milhões, avanço de 0,4%. O lucro líquido recorrente foi de R$ 171,2 milhões, num crescimento de 22,7%; e a receita líquida chegou a R$ 881,3 milhões, avanço de 7,1%.

Sim, usualmente as comparações são feitas com o ano anterior, mas 2020 foi um ano descalço o setor. Houve paralisação quase total das atividades devido a pandemia, no segundo trimestre do ano. Daí, a Grendene optou por comparar com o período idêntico em 2019 mesmo.

No mercado brasileiro, as vendas brutas registraram R$ 333,8 milhões, e o volume de pares embarcados foi de 18,4 milhões, um recuo de respectivos 16,4% e 25,5%, em relação ao segundo trimestre de 2019. Já no mercado internacional, as vendas da companhia aumentaram 6,4% em receita, enquanto o volume de pares embarcados recuou 5,4% no segundo trimestre de 2021, em comparação com o trimestre correspondente de 2019.

O mercado internacional é a principal aposta de crescimento da empresa para os próximos anos. A Grendene é uma das maiores produtoras de calçados do mundo, mas tem pé pequeno: menos de 1% no mercado global. A empresa encerrou o período com caixa de R$ 2 bilhões.

Em tempo: o Conselho de Administração aprovou ontem a segunda distribuição antecipada de dividendos referentes ao saldo disponível até 30 de junho passado. Ao todo, R$ 33,7 milhões. Os acionistas titulares de ações ordinárias, têm como valor R$0,037357917 por ação. Começa a pagar e 18 de agosto.

AÉREA

Itapemirim vai estrear em Fortaleza

A Itapemirim Transportes Aéreos estreia em Fortaleza no domingo. Terá voos regulares do Aeroporto Pinto Martins (Fortaleza Airport) para São Paulo-Guarulhos, com escala em Natal (RN). Vai usar Airbus A320, com capacidade para transportar até 162 passageiros. São 18 assentos a menos em relação à configuração máxima do modelo. A companhia voa desde o último dia 1º, nos aeroportos de São Paulo-Guarulhos (SP), Brasília (DF), Belo Horizonte-Confins (MG), Rio de Janeiro-Galeão (RJ), Porto Alegre (RS), Porto Seguro (BA), Salvador (BA) e Curitiba (PR). A partir de domingo, além de Fortaleza, passará a voar para Florianópolis (SC), Maceió (AL), Natal (RN) e Recife (PE).

Luiza Helena Trajano defende o fortalecimento das organizações da sociedade civil.(Foto: Reprodução/Instagram)
Foto: Reprodução/Instagram Luiza Helena Trajano defende o fortalecimento das organizações da sociedade civil.

VIRTUAL

Mulheres artesãs do Brasil

O Grupo Mulheres do Brasil promove de segunda a sexta-feira o "I Seminário Terrartesã - As mãos que tecem o Ceará". Apresentado pelo Governo do Estado de modo virtual, vai reunir artesãos, pesquisadores, empreendedores e o poder público. Mira na valorização e promoção do artesanato tradicional cearense. em quatro eixos: capacitação do artesão em novas tecnologias; oportunidades de negócios no artesanato; inovação e tradição: artesanato, design e moda; e políticas públicas para o fortalecimento do setor.Terá nomes como Luiza Helena Trajano (presidente do Grupo Mulheres do Brasil); Socorro França, secretária de Proteção Social; Patrícia Liebman, gerente da Ceart; Angelice Custódio, presidente da Federação das Cooperativas de Artesãos, dentre outras.

PESQUISA NO CEARÁ

O que eles irão ganhar

Pesquisa realizada pela TIM em sua plataforma de enquetes TIM Ads exibe: 56% dos filhos têm intenção de presentear seus pais. Outros 11% maridos ou namorados e 7% os avós. No entanto, apenas lembrancinha, com valor até R$ 100, segundo 44% dos ouvidos. Vestuário e perfume figuram no topo da lista dos itens a serem comprados, com 27% e 16%, de odo respectivo. Na sequência, aparecem acessórios (12%), calçados (11%) e celular (8%). O levantamento foi feito com mais de 2.000 mil clientes pré-pagos do Ceará.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais