Foto de Jocélio Leal
clique para exibir bio do colunista

Redator do blog e coluna homônimos, diretor de Jornalismo da Rádio O POVO/CBN e CBN Cariri, âncora do programa O POVO no Rádio e editor-geral do Anuário do Ceará

Caixa eletrônico na favela

O Banco24Horas está mirando as favelas e as cidades do Interior. São 24 mil caixas eletrônicos, em quase 16 mil estabelecimentos, dos quais 62% estão instalados em regiões de residência das classes C, D e E. No Ceará, por exemplo, também há expansão para o Interior do Estado
Das 100 novas cidades incluídas no mapa de atendimento do Banco24Horas em 2021, 40% estão localizadas no Nordeste. Todos os nove estados da região receberam novos equipamentos (Foto: Reprodução / Banco24horas)
Foto: Reprodução / Banco24horas Das 100 novas cidades incluídas no mapa de atendimento do Banco24Horas em 2021, 40% estão localizadas no Nordeste. Todos os nove estados da região receberam novos equipamentos

Fortaleza - O Banco24Horas está mirando as favelas e as cidades do Interior. São 24 mil caixas eletrônicos, em quase 16 mil estabelecimentos, dos quais 62% estão instalados em regiões de residência das classes C, D e E. No Ceará, por exemplo, também há expansão para o Interior do Estado.

Só em 2021, haverá um crescimento de 17% no número de caixas eletrônicos localizados nas favelas, se comparado com o ano anterior. Ao todo, são 834 caixas eletrônicos posicionados em comunidades. Estudos mostram que 82% das pessoas que sacam dinheiro no Banco24Horas compram no próprio comércio.

Só em 2021, haverá um crescimento de 17% no número de caixas eletrônicos localizados nas favelas, se comparado com o ano anterior. Ao todo, são 834 caixas eletrônicos posicionados em comunidades, que oferecem mais de 90 soluções, como saque, consultas de saldo, extrato, pagamentos, depósitos de dinheiro, recarga de celular e TV, empréstimo, entre outros.

Leia a Coluna completa clicando aqui

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais