Foto de Lucas Mota
clique para exibir bio do colunista

Lucas Mota é repórter de Esportes de O POVO. Estudou jornalismo na Universidade 7 de Setembro e na Universidad de Málaga (UMA). Ganhou o Prêmio CDL de Comunicação na categoria Webjornalismo e o Prêmio Gandhi de Comunicação na categoria Jornalismo Impresso, e ficou em 2º lugar no Prêmio Nacional de Jornalismo Rui Bianchi

Lucas Mota esportes

Lacerda revela surpresa no vestiário com narração de Tom Cavalcante e detalha jogada ensaiada de gol

Em entrevista exclusiva para a coluna, zagueiro comentou ainda sobre o início da trajetória no Ceará, o significado do gol decisivo e do apoio dos atletas mais experientes
Gabriel Lacerda comemora gol que deu a vitória para o Ceará sobre o Atlético-MG no último minuto (Foto: Aurelio Alves)
Foto: Aurelio Alves Gabriel Lacerda comemora gol que deu a vitória para o Ceará sobre o Atlético-MG no último minuto

Um dia após ser o herói da vitória do Ceará sobre o Atlético-MG no último lance do jogo, o zagueiro Gabriel Lacerda conversou com esta coluna. O atleta lembrou o início da trajetória no Alvinegro, significado do tento decisivo, a surpresa de saber após a partida que o humorista Tom Cavalcante, torcedor do Vovô, narrou o lance e falou sobre a jogada ensaiada que resultou no triunfo.

+ Gol decisivo e estatísticas positivas: como foi a atuação de Lacerda contra o Atlético-MG

Abaixo você confere a entrevista completa:

Como começou a sua trajetória no Ceará?

Gabriel Lacerda - Cheguei ao Ceará em maio de 2019 para o sub-23. Clube que me abriu as portas, estava voltando de lesão do joelho na época do Palmeiras. Lembro do primeiro jogo depois da minha lesão aqui. Querendo ou não é um clube que me abriu as portas novamente para o futebol. Passei um ano na base aqui. A gente chegou até a final da Copa do Nordeste. Subi no começo de 2020 com o Argel. Cheguei a ir em jogos do Cearense no banco com o Argel. O Enderson veio depois e me levou em um jogo no banco contra o Bahia. Mas fui ter sequência de jogo com o Guto. Fiz minha estreia contra o Grêmio no Brasileiro do ano passado, jogo de 1 a 1. Tive uma sequência com ele. Tive momentos ruins e bons e de evolução. Foi o técnico que me deu confiança, ajudando em todas as áreas, nas minhas qualidades, nos meus defeitos. Sou muito grato ao Ceará por tudo que este clube vem fazendo por mim.

Qual o significado do gol contra o Atlético-MG?

Gabriel Lacerda - Esse gol, querendo ou não, dá mais confiança, levanta a moral. A gente vem trabalhando e surgiu novamente a oportunidade. Foi muito bom para mostrar regularidade. Pra gente que é zagueiro, ir lá na frente e corresponder com gol, isso ajuda muito a gente. Então, graças a Deus, pude ser feliz ontem. Já vinha fazendo bons jogos. Com o grupo fazendo bons jogos, a gente acaba se destacando individualmente. Todo mundo acaba se destacando também. Esse gol me marca para o resto da vida. Vou sempre estar revendo. É muito gratificante.

Torcedor ilustre do Ceará, Tom Cavalcante vibrou muito com seu gol e postou nas redes sociais: 'Valeu, Gabriel'. Você chegou a ver isso? Como é viver esse momento de protagonismo e carinho?

Gabriel Lacerda - Acompanho o Tom Cavalcante desde a minha infância. Ficaria muito feliz de poder conhecer ele algum dia. O Brasil inteiro conhece ele. Quando entrei no vestiário, o Cristiano me mostrou: olha aí o Tom Cavalcante narrando o seu gol. Fico muito feliz. Um cara que a gente sempre acompanhou narrando o seu gol.

Fala um pouco sobre a jogada ensaiada que acabou resultado no seu gol decisivo.

Gabriel Lacerda - O André Luiz (auxiliar do Guto Ferreira) é responsável pela bola parada. Está sempre nos cobrando. Um cara sensacional. A gente tinha treinado essa jogada. Fizemos com o Jorginho no primeiro tempo, mas o Atlético-MG tirou a bola. Graças a Deus a gente pôde ser feliz no último minuto do jogo. No treino, já tinha saído gol meu com a jogada ensaiada. Isso mostra o quanto a gente vem trabalhando. É sensacional.

Nos últimos dois jogos, você foi titular com as ausências de Luiz Otávio e Klaus e deu conta do recado. Como foi esse momento e o apoio de atletas mais experientes, como o próprio Messias, seu parceiro de zaga nas partidas?

Gabriel Lacerda - O Messias é um cara que tem me passado confiança, orientado. Eu tiro o chapéu. Ele ajuda muito a gente tanto nos jogos quanto nos treinos. Temos nos cobrado muito na linha de marcação, saída de bola, cobertura. Temos conversado muito. Ele me ajuda, ajudo ele. E isso vai se encaixando. Já joguei com Klaus, Luiz Otávio. Temos conversado e melhorado a cada dia.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais