Logo O POVO Mais
Foto de Raone Saraiva
clique para exibir bio do colunista

Editor-executivo de Economia, é especialista em Teorias da Comunicação e da Imagem pela Universidade Federal do Ceará e mestre em Psicologia pela Universidade de Fortaleza. É vencedor de vários prêmios de jornalismo, como o Petrobras, Anac e ABCR.

Concessão de saneamento no Ceará prevê investimento de R$ 8,58 bilhões

Em andamento no BNDES, projeto visa à parceria público-privada (PPP) dos serviços de coleta e tratamento de esgoto de 23 municípios do Ceará, nas regiões metropolitanas de Fortaleza e do Cariri
Projeto busca atender à demanda de 4,7 milhões de pessoas que vivem com baixa coleta e tratamento de esgoto, nas regiões metropolitana de Fortaleza e do Cariri (Foto: FÁBIO LIMA/O POVO)
Foto: FÁBIO LIMA/O POVO Projeto busca atender à demanda de 4,7 milhões de pessoas que vivem com baixa coleta e tratamento de esgoto, nas regiões metropolitana de Fortaleza e do Cariri

Em andamento no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o estudo referente à elaboração de projeto de parceria público-privada (PPP) dos serviços de coleta e tratamento de esgoto de 23 municípios do Ceará prevê investimento de R$ 8,58 bilhões no saneamento das regiões metropolitanas de Fortaleza e do Cariri.

O projeto, patrocinado pelo Governo do Estado, busca atender à demanda de 4,7 milhões de pessoas que vivem com baixa coleta e tratamento de esgoto. Hoje, os serviços são prestados pela Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará (Cagece) e deverão ser concedidos por 30 anos.

A expectativa do BNDES é que o contrato de concessão seja assinado no primeiro trimestre de 2022, seguindo o respectivo cronograma: estudos técnicos e consulta pública (1º trimestre de 2021), aprovação dos órgãos de controle (2º trimestre de 2021), lançamento do edital (3º trimestre de 2021), e início da concessão.

Hub de Projetos

Os detalhes do projeto de saneamento básico para o Ceará estão no Hub de Projetos, plataforma lançada nesta quarta-feira, 18, pelo BNDES para "facilitar a conexão" entre os investidores de capital de longo prazo nacionais e internacionais e dar acesso direto a informações sobre os projetos de privatização e concessão modelados pela instituição de fomento.

Com conteúdo bilíngue, o site vai trazer análises setoriais, conteúdos em vídeo e áudio, como webinars gravados e podcast, e informações sobre as condições de financiamento das linhas que podem atender aos projetos em carteira.

"Além disso, vai permitir o contato entre os potenciais interessados nos projetos para troca de informações e possível formação de consórcios", diz o banco.

Segundo o BNDES, o site começa com 41 projetos: oito de saneamento básico, seis rodovias, quatro de iluminação pública, quatro de energia elétrica, quatro de mobilidade urbana, dois portos, dois de gás natural, dois de tecnologia da informação, dois de abastecimento de alimentos, dois presídios, um de comunicação, um de indústria, um do setor imobiliário, um de saúde e um parque. 

| LEIA TAMBÉM | Ceará se movimenta para se adequar ao marco do saneamento

Foto do Raone Saraiva

Ôpa! Tenho mais informações pra você. Acesse minha página e clique no sino para receber notificações.

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"