clique para exibir bio do colunista

Editor-executivo de Economia, é especialista em Teorias da Comunicação e da Imagem pela Universidade Federal do Ceará e mestre em Psicologia pela Universidade de Fortaleza. É vencedor de vários prêmios de jornalismo, como o Petrobras, Anac e ABCR.

RaoneSaraiva • NOTÍCIA

Farmácias limitam venda de álcool em gel em Fortaleza

Em diversas unidades, o alerta é feito por meio de cartazes. Com a queda na oferta de álcool em gel, os preços da mercadoria continuam subindo Por

Diante do aumento da demanda do consumidor por álcool em gel, em razão da pandemia do novo coronavírus, o número de farmácias em Fortaleza que limitam a compra do produto está crescendo. Em diversas unidades, o alerta é feito por meio de cartazes.

"Sr. cliente, para atendermos a todos que necessitam de álcool em gel, informamos que a quantidade é restrita por CPF: 60g -  2 unidades por CPF, 443g - 1 unidade por CPF", dizia um dos cartazes. 

O diretor tesoureiro do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Ceará (Sincofarma-CE), Maurício Filizola, explica que a medida das farmácias para controlar a venda de álcool em gel visa proteger o maior número possível de pessoas da doença, que já afeta diferentes estados do Brasil. No Ceará, até agora, nenhum caso foi confirmado.

"É uma prática de mercado que ajuda a população quando falamos em prevenção. Mas também estamos com dificuldade de comprar o produto junto aos fornecedores. É a lei da procura e da oferta", afirma.

Clientes relatam dificuldade em achar o produto, que está em falta em vários estabelecimentos. Com a queda contínua na oferta de álcool em gel, os preços da mercadoria também continuam subindo. "Como não temos produção suficiente na indústria para acompanhar o aumento das vendas, os preços estão ficando mais altos", acrescenta Filizola. 

| LEIA TAMBÉM | Venda de máscaras e álcool em gel sobe até 400% em farmácias do Ceará

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais