Logo O POVO Mais
Esportes

Rebaixado em 2020, trio de contratados é destaque do Fortaleza na temporada

Após descenso com Coritiba, Botafogo e Vasco, Robson, Benevenuto e Pikachu estão em alta no Fortaleza
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Robson, Benevenuto e Pikachu juntos, em celebração a um gol marcado (Foto: Aurelio Alves/O POVO)
Foto: Aurelio Alves/O POVO Robson, Benevenuto e Pikachu juntos, em celebração a um gol marcado

As dificuldades que a pandemia do novo coronavírus gerou aos clubes de futebol fez com que o mercado da bola tivesse pouca agitação na virada de 2020 para 2021. Com as equipes em dificuldade financeira, foi difícil ver multas rescisórias sendo pagas ou leilões por jogadores culminando em altos salários.

O Fortaleza, por exemplo, teve de garimpar entre destaques da Série B, jogadores sem espaço em clubes da Série A e entre atletas de clubes que foram rebaixados para a divisão de acesso do Campeonato Brasileiro e que não ficariam mais nessas equipes por diferentes motivos. Deste último grupo, o Tricolor pinçou Robson, Yago Pikachu e Marcelo Benevenuto.

Dos três, Robson foi o que menos gerou desconfiança. Ele havia sido um dos poucos destaque do Coritiba-PR, sendo artilheiro do time. A diretoria do Coxa Branca até queria a renovação de contrato, mas não houve acordo. Quinto maior artilheiro do Vasco no século XXI, Pikachu já não vivia seu auge no Cruzmaltino. Tinha jogado menos que nas duas edições anteriores, teve atuações muito criticadas e estava fora dos planos do time carioca.

Apesar de titular absoluto no Botafogo, lanterna de 2020, Benevenuto era bastante questionado pelos torcedores e a saída dele por empréstimo ajudou a aliviar a folha da Estrela Solitária. Antes de chegar no Fortaleza, porém, ele enfrentou um movimento de torcedoras do Tricolor, que pediam a desistência da contratação do jogador porque ele era acusado de ter agredido uma ex-namorada em 2017. A diretoria respondeu que havia uma cláusula no contrato que, em caso de condenação, o vínculo seria desfeito, mas o atleta foi absolvido e o caso arquivado.


Se havia quaisquer desconfianças com os três na chegada, certamente foram desfeitas, principalmente após o início da Série A. Bem encaixados no time montado pelo técnico Juan Pablo Vojvoda, Robson, Benevenuto e Pikachu têm se destacado em seus setores e apresentado números expressivos. Os dados mencionados abaixo foram colhidos no Footstats e SofaScore, sites especializados em escaltes.

O atacante está entre os artilheiros da Série A, com 7 gols marcados — um a menos do que fez pelo Coritiba no ano passado —, dividindo espaço com Hulk, do Atlético-MG, Bruno Henrique, do Flamengo-RJ, Gilberto, do Bahia e Matheus Peixoto, do Juventude-RS. Ainda na competição, é o sexto jogador que mais finaliza certo e o líder do quesito dentro do clube (14). Robson também tem demonstrado repertório na elite. Dos tentos que possui, dois foram marcados de cabeça, três com finalizações com a perna direita e outros dois com a perna esquerda, contando com um arremate de fora da área.

É claro que o camisa 7 também tem seus problemas, como as chances claras desperdiçadas (4) e o fato de ser o segundo jogador mais faltoso do Fortaleza, porém é também o principal goleador da equipe na temporada, com 12 gols.

No caso do zagueiro Benevenuto, ele mesmo avalia a temporada dele no Fortaleza como a melhor da carreira. “Esse ano estou acho que na minha melhor performance dentro e fora de campo. Estou mais concentrado, mais focado nos meus objetivos. E isso tem muito a ver com o clube, que trata o jogador bem, te dá uma estrutura boa de trabalho, tem organização (...) isso faz com que a gente vá para os treinos e para os jogos tranquilo", disse em coletiva, semanas atrás.

A última partida do Leão, contra o Palmeiras, possivelmente tenha sido a de melhor atuação de Benevenuto, que é, pelo índice Footstats, o melhor zagueiro do Campeonato Brasileiro em 15 rodadas. Com um estilo prático, o defensor é líder em rebatidas (afastar a bola) na Série A (159). Internamente, é o jogador do Fortaleza que menos erra passes entre os defensores mais atuantes e o quarto do time que mais acerta no time geral.

Quanto a Yago Pikachu, O POVO mostrou recentemente a importância do ala-direito para o time, uma vez que é o atleta do Fortaleza e o 5º do certame com mais participações diretas em gols no Brasileirão. No quesito assistências, dentro da competição, é o vice-líder, com cinco, empatado com David Terans, do Athletico-PR e Hulk, do Galo — perdem para Scarpa, do Palmeiras, com oito —, mas tem mais assistências para finalização que ambos (21 x 18 x 17, respectivamente). No Fortaleza, é o segundo em finalizações certas (11), e o terceiro em totais, superando atacantes como David e Wellington Paulista.

A vinda dos três para o Pici se mostrou acertada, conforme confirma o diretor de futebol do clube, Alex Santiago. "Isso representa a nossa atenção às oportunidades de mercado. Os três atletas têm destaque hoje de uma maneira reconhecida pelo público geral. Mostra que o clube está sempre observando quais jogadores podem ser aproveitados pelo Fortaleza, dentro de uma limitação orçamentária e que apesar de não terem feito uma temporada passada prodigiosa, podem render, tem capacidade para render. Essa mensuração de potencial é muito importante para a nossa equipe, que monitora os atletas dos outros times do campeonato", disse.

Made with Flourish
Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"