CIDADES

Colégio Militar acata recomendação do MPF e descarta aulas presenciais

Ensino continuará de forma remota por causa do risco de contaminação do novo coronavírus e até que novo decreto estadual autorize volta às aulas nas escolas públicas e privadas do Ceará
Edição Impressa
Tipo Notícia Por


O Colégio Militar de Fortaleza (CMF) manterá as aulas à distância para alunos do 6º ao 3º e não retornará ao sistema presencial na próxima segunda-feira, 21/9. Na última terça-feira a Diretoria de Educação Preparatória e Assistencial (Depa) do Exército, sediada no Rio de Janeiro, ordenou que todos as escolas militares voltassem à sala de aula física. O comando da instituição pública federal atendeu a uma recomendação do Ministério Público Federal expedida na manhã desta quinta-feira, 17/9, e à própria reorientação da Depa.

LEIA MAIS - Professores esperam posição do MPF sobre volta às aulas no CMF

Em um comunicado enviado aos professores, o coronel Jucenilio Evangelista da Silva, comandante do CMF, afirmou que “seguindo as orientações da Depa, O CMF dará continuidade ao ensino remoto, com aulas virtuais, conforme previsto no decreto do Governo do Estado 33.737, de 12 de setembro de 2020, em vigor”.

Na manhã desta quinta-feira, 17, os procuradores Nilce Cunha, Alessander Sales e Márcio Torres recomendaram que comando do CMF aguardasse “a devida autorização, veiculada via Decreto Estadual, para reiniciar, de acordo com os protocolos sanitários aprovados, as atividades presenciais no Colégio Militar de Fortaleza suspendendo, por consequência, a retomada das aulas presenciais no ensino fundamental e do ensino médio conforme publicamente anunciado, até que haja, nesse sentido, autorização específica do Governo do Estado”.

LEIA MAIS - Truculência não é preciso

 

 

 

 

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais