CIDADES

Estoques de D1 começam a esgotar em pelo menos 21 municípios do Ceará

| COVID-19 | Estão incluídos nessa lista os dez municípios mais populosos do Ceará
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
.Fortaleza deve aplicar as últimas doses de D1 hoje (Foto: BARBARA MOIRA)
Foto: BARBARA MOIRA .Fortaleza deve aplicar as últimas doses de D1 hoje

Pelo menos 21 municípios do Ceará estão sem estoque ou perto de finalizar aplicação de vacinas destinadas à primeira dose (D1). Estão incluídos nessa lista os dez municípios mais populosos do Ceará: Fortaleza, Caucaia, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Sobral, Crato, Itapipoca, Maranguape, Iguatu e Quixadá.

Fortaleza deve vacinar público geral com os últimos imunizantes para primeira dose (D1) em estoque hoje, 30. Rilson Andrade, vice-presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE), explica que as doses recebidas nas últimas remessas têm terminado rapidamente. "A gente tá aplicando o mais rápido possível a D1 para imunizar o mais rapidamente a população", afirma.

Em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), o número de doses remanescentes para D1 representa menos de 100 aplicações. Por isso, o município não abriu agenda para vacinação hoje e amanhã, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Em Juazeiro do Norte, no Cariri, as últimas doses devem ser aplicadas hoje.

Leia também: Decreto libera aulas presenciais no ensino superior no Ceará

Segundo Rilson, todos os municípios são orientados a reservar as segundas doses dos vacinados. "Não podemos utilizar D2 como D1 porque a imunização só se completa com a 2ª dose. Se algum município fizer e, de repente, por algum problema de distribuição do Ministério [da Saúde], chega a hora da D2 e não tem", completa. Conforme o vice-presidente do Cosems, existe a informação do Estado de que novas doses devem chegar "nos próximos dias".

Também secretário municipal de Pindoretama, Rilson conta que a última remessa recebida na Cidade terminou em um mutirão realizado no último domingo, 27. O POVO pediu à Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa) o levantamento oficial dos municípios que esgotaram o estoque de primeira dose do Estado, e questionou sobre a previsão para chegada de novas remessas de vacina. Até o fechamento desta matéria, a pasta não tinha retornado.

A campanha de vacinação ocorre paralelamente aos cadastros exigidos pela Sesa na plataforma Saúde Digital para organizar a campanha no Estado. Quando termina o estoque de D1, as cidades começam a aplicar a D2 ou a intensificar os mutirões de cadastros. Quanto mais pessoas cadastradas, mais doses para a população geral a cidade tem perspectiva de receber.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >

Para Josete Malheiros, secretário de saúde do Eusébio, a liberação de doses é limitada, primeiramente, pela baixa oferta de vacinas disponibilizadas pelo Ministério da Saúde. O estoque de D1 na Cidade encerrou ontem, 29.

Além disso, ele menciona que, no Ceará, a distribuição das doses ocorre de acordo com o cadastro das pessoas no Saúde Digital, mas para ele, essa distribuição "deveria ser feita a partir dos dados censitários da população residente em cada município", segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"Assim, quase sempre estaremos com doses recebidas a menos do que a necessidade real", argumenta o secretário. Segundo o Plano de Operacionalização para Vacinação contra Covid-19, a resolução Nº 66/2021 - CIB/CE aprovou o início da vacinação da população em geral na 4ª Fase sem prejuízo da vacinação dos grupos prioritários.

Dessa forma, o documento aponta que a Sesa deverá distribuir as doses de vacinas aos municípios, a partir dos cadastros realizados no Saúde Digital, "de modo a garantir a continuidade e conclusão da vacinação dos grupos prioritários que se encontram em andamento" e, adicionalmente, da população geral. (Colaborou Lais Oliveira)

Municipios sem estoque ou com poucas unidades de D1 no Ceara
Municipios sem estoque ou com poucas unidades de D1 no Ceara (Foto: Municipios sem estoque ou com poucas unidades de D1 no Ceara)

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais