Economia

Sede do O POVO adota campanha #VaiDarCerto

A campanha #VaiDarCerto começou por um movimento espontâneo do mercado, inspirada por falas do médico Elias Leite, presidente da Unimed Fortaleza, em vídeos sobre os casos de Covid junto à rede
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Fachada do O POVO com #VAIDARCERTO (Foto: Aurelio Alves)
Foto: Aurelio Alves Fachada do O POVO com #VAIDARCERTO

A fachada do prédio do O POVO, na avenida Aguanambi, ganhou ontem, 30, a mensagem #VaiDarCerto. Já na semana passada, o grupo vinha usando a campanha de motivação em peças publicadas em suas plataformas.

A campanha é uma forma de incentivo à sociedade contra a crise causada pela pandemia da Covid-19 e vem sendo adotada por outras empresas em Fortaleza.

A inspiração partiu do médico Elias Leite, presidente da Unimed Fortaleza, que tem divulgado, em vídeos cotidianos, informações sobre os casos de internação no hospital da rede e alerta à sociedade. O "vai dar certo" é corriqueiro na fala do profissional diante das ações de combate ao novo coronavírus.

Para Alexandre Medina Néri, diretor-geral de Negócios, Marketing e Projetos Especiais do O POVO, o médico tem sido uma referência desde o começo da pandemia. "Doutor Elias está sempre trazendo informações de esperança e alento às pessoas. Isso acabou gerando um movimento espontâneo do mercado de usar o #VaiDarCerto. A sociedade entendeu que precisava passar uma mensagem de esperança, de que isso vai passar. E O POVO está atento a esses movimentos da sociedade. Somos um espaço de diálogo", destaca Alexandre.

O visual da frase #VaidarCerto usado pelo O POVO foi criado pela jornalista e designer Renata Viana e coordenado pela gerente de Marketing do Grupo, Natercia Melo. No layout, a cor azul, característica do O POVO.

Alexandre lembra que O POVO tem executado vários projetos de empreendedorismo neste período, como forma de incentivar os negócios e driblar a crise. Vamos Agir, Seminário Empreender e Compre do Pequeno são alguns deles.

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais