Esportes

Líder em interceptações na Série A, Éderson também é destaque ofensivo no Fortaleza

Volante se firmou entre os titulares e tem deixado a disputa por espaço entre Felipe e Matheus Jussa. Com Vojvoda, o camisa 13 só foi poupado uma vez e atuou os 90 minutos em 8 de 10 partidas
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Ederson reconheceu nervosismo do Fortaleza no primeiro tempo contra o Flamengo (Foto: Aurelio Alves/O POVO)
Foto: Aurelio Alves/O POVO Ederson reconheceu nervosismo do Fortaleza no primeiro tempo contra o Flamengo

Em entrevista exclusiva ao O POVO, em março, o volante recém-chegado ao Fortaleza, Éderson, falava da importância de estar tendo sequência de jogos no clube. "Fiquei um tempinho sem jogar (no Corinthians-SP) e só assim que vou voltar ao nível que estava jogando, de aparecer na frente, desarmar, interceptar, (participar das) disputas aéreas”, disse.

Quase três meses depois, o jogador não só tem apresentado tudo isso em alto nível como vem sendo o volante mais constante no Fortaleza, tendo participado das quatro partidas do Leão na Série A até aqui, sendo três delas do início ao fim. Ao lado de Matheus Jussa — que hoje se recupera de lesão no ombro — ou Felipe, o camisa 13 vem se destacando no Tricolor.

Com Vojvoda, Éderson tem mais de uma função em campo. Já em seu segundo jogo no comando do Fortaleza, o argentino pregava: “No princípio está o Éderson, como iniciador do jogo e Jussa tratando de conectar o jogo defensivo com o jogo ofensivo, mas a ideia é que todos participem do jogo ofensivo”. Por isso não é raro ver o volante rodando a bola na intermediária, algumas vezes até com chance de finalizar. Ele tem arriscado pelo menos duas vezes por jogo e deixado os goleiros adversários em alerta.

Nas funções defensivas, Éderson também tem ido bem. Tanto que, segundo o Footstats, é o jogador que tem mais interceptações certas na Série A (8). No Fortaleza, o segundo colocado neste quesito, Titi, acertou apenas metade do que o colega de elenco conseguiu em quatro partidas. Em termos de desarmes, o camisa 13 divide a segunda posição internamente, no Tricolor, com Felipe, ambos com 6 acertos.

Éderson se destaca também pela condição física. Se na estreia chegou a avisar ao então técnico Enderson Moreira que poderia não aguentar os 90 minutos, mas mesmo assim atuou na partida inteira, com Vojvoda foi poupado apenas uma vez e, nas outras dez partidas, só não jogou o tempo inteiro em duas oportunidades. Ao todo, na temporada vigente, são 1.758 minutos jogados, sendo 795 destes com o novo comando técnico.

Com o bom desempenho do atleta, a diretoria tricolor admite interesse de permanecer com ele por mais tempo, mas o ele pertence ao Corinthians e, ao fim do empréstimo, em dezembro, deve retornar ao Timão. Uma tentativa de compra não está descartada, mas o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, já avisou que não é algo tão simples.

“Éderson tem um valor de mercado significativo e no momento a gente ainda não está tratando de uma possível compra porque tem todo nosso equilíbrio financeiro (...), mas queremos que ele permaneça conosco mais tempo", disse.

Made with Flourish
Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais