Logo O POVO Mais
Politica

PT inicia 2022 com expansão: novos prefeitos e chance de elevar bancada na AL

| Filiações | Legenda de Camilo Santana se consolida como segunda maior no Ceará em números de prefeitos e deputados estaduais
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
CAMILO aumenta esfera de influência internamente no PT com novas filiações (Foto: Thaís Mesquita)
Foto: Thaís Mesquita CAMILO aumenta esfera de influência internamente no PT com novas filiações

O Partido dos Trabalhadores dá hoje boas vindas a pelo menos 12 novos prefeitos, conforme anunciou previamente, afirmando-se assim como segunda força partidária no Ceará em número de municípios administrados. A legenda tinha 17 prefeituras e passa a 29, ultrapassando o PSD do ex-vice-governador Domingos Filho, com 26. Isolado no topo, o PDT, com 67 prefeituras. A expectativa do PT é de também ver o próprio crescimento da bancada na Assembleia Legislativa (AL-CE).

O ato de filiação ocorre num panorama em que a pré-candidatura presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) busca palanques no Ceará. A tese de candidatura própria petista ao Governo Estadual, pensada como "fiel a Lula", é, hoje, um projeto distante. Inversamente proporcional ao fortalecimento da aliança entre PDT e PT no Ceará.

O candidato ao Palácio da Abolição governista deve vir do PDT, dividido entre Roberto Cláudio (ex-prefeito de Fortaleza), Evandro Leitão (presidente da AL-CE), Izolda Cela (vice-governadora) e Mauro Filho (deputado federal). O governador Camilo Santana deve representar o PT na chapa em corrida ao Senado Federal. 

O presidente do PT no Ceará, Antonio Alves Filho, o Conin, e De Assis Diniz, membro da executiva estadual do partido e ex-secretário de Camilo, confirmaram ao longo da tarde de ontem quatro nomes dos novos filiados ao O POVO: Elias do Sargento (PCdoB), prefeito de Jaguaruana; Joerly Vitor (Republicanos), prefeito de Aratuba; Aniziário Costa (PSB), prefeito de Jardim; e Franzé Carneiro (PDT), prefeito de Ibicuitinga.

O colunista do O POVO, Carlos Mazza, publicou ontem a lista completa com os novos filiados. Ela contém ainda: João Luiz (PDT), prefeito de Campos Sales; Wilamar Palácio (PL), prefeito de Cariús; Marcondes Jucá (PL), prefeito de Choró; Francisco Cordeiro (PDT), prefeito de General Sampaio; Dr. Rafael Ferreira (MDB), prefeito de Penaforte; Edson Veriato (Psol), prefeito de Potengi; Marcondes Ferraz (PDT), prefeito de Saboeiro; e Francisco das Chagas Mendes (PL), prefeito de Santana do Acaraú.

As movimentações do PT ocorrem com a anuência do senador Cid Gomes, principal articulador do PDT no Ceará. O deputado federal José Guimarães, principal interlocutor de Lula no Ceará e quem comanda as conversas do PT, afirmou que as filiações representam um esforço de continuidade do consórcio político PDT-PT no Ceará, partidos que lideram, nas palavras dele, um "projeto precioso". 

Outro movimento, este mais inicial, é o de que trazer o líder do governo Camilo e a vice-líder na AL-CE, Julio César Filho (Cidadania) e Augusta Brito (PCdoB), respectivamente, para as fileiras petistas.

Camilo Santana mantém Julio Cesar Filho como líder do Governo na Assembleia Legislativa do Ceará(Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação Camilo Santana mantém Julio Cesar Filho como líder do Governo na Assembleia Legislativa do Ceará

Ouvido pela reportagem, um filiado que costuma dar a última ou algumas das últimas palavras no PT afirmou que ambos estão confirmados na legenda. Ele ressaltou que as boas-vindas aos parlamentares serão dadas após a filiação de 12 novos prefeitos, programada para esta quinta-feira, 13

A assessoria de comunicação do deputado Julinho respondeu à reportagem do O POVO que, embora o convite tenha sido feito, o parlamentar permanece no Cidadania e ainda não confirmou que sairá do atual partido. A equipe de Augusta afirmou que a possibilidade é real e pode ocorrer em abril, quando da janela partidária.

No aspecto prático, se isso se concretizar, o PT vai a seis deputados e se firma como segundo maior partido da Assembleia Legislativa, atrás do PDT e de sua expressiva bancada de 15 assentos. Os dois se somariam a Acrísio Sena, Elmano de Freitas, Fernando Santana e Moisés Braz.

A articulação tem as digitais de Camilo Sanatna. Ele vai conseguindo mais ainda dar ao partido, com democracia interna agitada, uma feição compatível ao projeto político do qual participa, capitaneado pelos irmãos pedetistas Ciro e Cid Gomes. (colaborou Filipe Pereira)

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"