Reportagem

Covid-19: Mortes no CE rompem a marca de 10 mil vítimas

Edição Impressa
Tipo Notícia

A Covid-19 tem ceifado a vida de muita gente

Cordel escrito por Klévisson Viana

O ano dois mil e vinte
Veio com o braço pesado
Trouxe consigo a COVID
Deixando o mundo pasmado
Ceifando milhões de vidas
Como triste resultado.

Pobreza, desilusão,
Abalo, melancolia,
Pessoas desesperadas
Enfrentando o dia a dia
Dos hospitais saturados
Com a terrível pandemia.

Quantas histórias perdidas?
Quantos sonhos suplantados?
Povos de várias nações
Tristonhos e enlutados
Sem rumo e sem direção
Com seus entes sepultados.

Não há quem possa pesar
A dor que o mundo inda sente
Um número não é só número
É um amigo, um parente.
Os cemitérios não param
De enterrar tanta gente.

E na contramão do mundo
Nosso Brasil sofre a afronta
Das piadas de mal gosto
O povo perdeu a conta
Quando o presidente lembra
Um louco ou barata tonta.

Governadores de estado
Seguiram a lição de cor
Pautados pela ciência
Alguns mostraram maior
Retidão e competência
Nos livrando do pior.

Quando o Ceará já beira
Suas 10 mil vidas perdidas
Contamos que a ciência
E as mentes mais instruídas
Possam nos livrar do vírus
Que ceifa milhões de vidas.

E nessa batalha inglória
Muitas Marias morreram
Franciscos morreram aos montes
Muitos Josés pereceram
E sequelas têm ficado
Com os que sobreviveram.

Marias até agora
Morreram mil e oitocentos
E trinta e seis, como afirmam
Estudiosos atentos.
Quem perde um ente querido
Só lhe restam desalentos.

Já mil e treze Josés
Aqui foram sepultados
Franciscos passam de mil,
São tristes os resultados.
O vírus perverso traz
Muitos povos enlutados. 

Esperamos a vacina
Populações protegidas,
Mas enquanto ela não chega
As máscaras são garantidas
Para reduzir os riscos
E proteger nossas vidas.

 

 

 

Thina Rodrigues
Thina Rodrigues

Personalidades cearenses vítimas da Covid-19

O Ceará chegou à marca dos 10 mil óbitos pela doença. Dentre os números, estão histórias de personalidades que marcaram cena no Ceará nos setores do esporte, cultura, economia, social e Judiciário e que nos deixaram neste ano de 2020. Nesse contexto, O POVO elencou personalidades do Estado que nos deixaram em 2020 devido ao novo coronavírus.

Na militância, Thina Rodrigues morreu aos 57 anos por complicações da doença. Ela foi presidente da Associação de Travestis e Mulheres Transsexuais do Ceará (Atrac) até a sua morte. Dois jornalistas cearenses estiveram entre os mais de 100 profissionais latino-americanos homenageados pelo seu trabalho durante a pandemia. Marcos Dublê e Alexandre Rangel foram condecorados com o prêmio póstumo de Liberdade de Imprensa de 2020 da Associação Interamericana de Imprensa.

A perda também foi grande para a cultura cearense. Dentre as personalidades, os músicos Cigano Barroso, Evaldo Gouveia e o ator Wellington Rodrigues; além dos mestres Luciano Carneiro e Raimundo Aniceto, que também faleceram por decorrência da Covid-19. Na economia, Gládia Girão e Capitão Fujita estão entre os nomes levados pelo novo coronavírus. Já no esporte, a perda mais recente foi do ex-Ferroviário e ex-Fortaleza, Marcelo Veiga.

Números da Covid no Ceará

Número de óbitos 10.004

Óbitos suspeitos 561

Letalidades 2,97%

Média de óbitos por dia 45,68

Proporção de óbitos com comorbidade 51,33%

Média de idade dos óbitos 70,62


 


 

 

 

Dados sobre casos confirmados 

Casos notificados 1.060.225

Casos confirmados 336.504

Casos em investigação 35.814

Exames realizados 1.300.237

Casos recuperados 269.846

Fonte: plataforma IntegraSUS, da Sesa. Dados extraídos após atualização feita no dia 01/01/2021, às 16h01min

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais