Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

esportes
NOTÍCIA

Alan Neto analisa vitória do Fortaleza e goleada do Ceará

As vitórias do Fortaleza, por 2 a 1 contra o Bahia, e a goleada imposta pelo Ceará contra o Sport, por 4 a 0, são sinais que os times cearenses começam a engrenar na atual temporada
Entre os jogos de futebol de hoje, 6, destaque para Fortaleza e Ypiranga pela Copa do Brasil
Entre os jogos de futebol de hoje, 6, destaque para Fortaleza e Ypiranga pela Copa do Brasil

.HAVIA 28 anos que o Ceará não vencia o Sport, na Ilha do Retiro. Como não sou chegado a estatísticas, embora respeite e admire quem a elas se dedica, achei um longo tempo de espera até o dia do tabu ser quebrado. Emperro nessa palavra tabu. Não sou muito chegado, mas é aquela história - aquilo que é repetido mil vezes, acaba ficando para sempre.

.O CEARÁ, além de ter detonado o tal tabu, aplicou uma goleada desmoralizante (4x0) em cima do Sport. Tivesse forçado mais a barra, teria chegado aos seis ou sete. O Sport me decepcionou, pois dele esperava bem mais. Ou a superioridade alvinegra ofuscou totalmente o adversário? Fico com esta segunda hipótese. Quem vence de 4x0 não dá ao adversário direito, sequer, de procurar argumento para justificar a goleada.

.AQUI, no Castelão, no "clássico tricolor", menos por tradição, que não existe, mais pelas cores de Fortaleza e Bahia serem idênticas, o Tricolor daqui venceu por 2x1. Acabou com a banca dos baianos que se arvoravam de ser a equipe mais poderosa do Nordestão. Cada um dia, diz o que quer.

 

"Aos poucos, Enderson Moreira vai impondo seu estilo. Revelando como quer que seu time jogue, malgrado tantas críticas"

 

.NÃO foi bem assim. Quando a bola rolou, a história contou um outro enredo. Não se discute ter o Bahia bom time faz tempo. Porém, o tão decantado bom futebol que dele se esperava, deve ter ficado lá na Boa Terra.

.O QUE se viu, então, foi um Fortaleza bem armado taticamente. Pronto a não dar vez ao adversário. E olhem que Enderson Moreira, coitado, tão crivado de críticas, não encontrou o seu ponto do doce. Já tem um esboço do que deseja ver.

PEÇAS & SURPRESAS

.HIPÓTESE levantada de que o Bahia tinha certeza de que venceria na hora que bem entendesse, só pode caber na cabeça de um idiota. Em futebol nunca se tem certeza de nada, tantas são as surpresas e peças que ele prega. E a vitória do Fortaleza sobre o Bahia, bom fique claro, não se encaixa no tema.

.TUDO bem que o Tricolor passa por fase de transição e de arrumação, tantas são as mudanças atravessadas neste inicio de temporada. Diferente do Bahia que já veio com o cardápio pronto e o prato disposto a uma vitória.

.AOS poucos, Enderson Moreira vai impondo seu estilo. Revelando como quer que seu time jogue, malgrado tantas críticas. Mais parecendo coisa orquestrada. Enderson pode até não ser um grande treinador, mas não é bobo em futebol. Exceção do Ceni, treinadores piores que ele o Fortaleza já teve.

.A VITÓRIA (2x1) foi líquida e insofismável de quem foi melhor nas chamadas quatro linhas. Aos poucos, algumas peças da nova safra que aportou no Pici vão se revelando. Maioria até desconhecida, como este Jussa - autor de um golaço. E o Vargas, melhor jogador em campo, de uma lucidez que impressiona. O lançamento que fez para o David foi meio gol.

.SE o Bahia esperava encontrar um adversário em fase de arrumação, sem o menor entrosamento, se estrepou do primeiro ao quinto. Em nenhum momento do jogo foi superior ao Fortaleza, para, pelo menos, alegar que o empate teria sido o resultado mais justo.

.PARA Enderson, a certeza de que o Fortaleza encontrou um rumo. Basta encaixar melhor o trio de atacantes. A meia cancha não pode deixar de ser aquela. Isso posto, só assim deixarão de persegui-lo tanto.

O PASSEIO

.O NOVO, de novo, Ceará, embora não tanto assim, em fase de arrumação. Para melhor. Guto Ferreira não muda sua forma de jogar, pois o que vem dando certo em futebol não carece de invenções. O colombiano Mendoza foi, outra vez, o dono do jogo. A ponto de ofuscar o Vina que não voltou bem, mas não desaprendeu. Não demora e ele embala.

 

"O que faz o mau humorado Jair Ventura no comando do Sport? Quem perde de 4x0, dentro de casa, levando um baile, está pedindo as contas"

 

.BOM jogador, embora não necessariamente craque, não desaprende apenas porque ficou parado pra refazer as energias. É só uma questão de tempo pra voltar a ser o que sempre foi.

.Melhor para o Ceará, ótimo para o Guto que só assim se cacifa ainda mais.

.GOLAÇO de Cléber foi um colírio. Por enquanto a posição é dele. Faz o papel que todo atacante, que joga dentro da área, tem que fazer fustigando os zagueiros. Leva a vantagem da ótima estatura, mas já se percebe, claramente, tão a vontade está, que o peso da camisa do Ceará, pra ele, tornou-se tão leve, quanto a do Barbalha de onde veio. Mal comparando, bem entendido.

.ANTES que esqueça e se mal pergunto. O que faz o mau humorado Jair Ventura no comando do Sport? Quem perde de 4x0, dentro de casa, levando um baile, está pedindo as contas.

 

LEIA MAIS ALAN NETO 

Nos bastidores da pandemia

Copa do Nordeste: rivalidade entre nordestinos foi tragada pela poeira do tempo

De cara, Ceará se fez anfitrião para vencer o CSA com facilidade

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais