Logo O POVO Mais
Foto de Carlos Mazza
clique para exibir bio do colunista

Colunista de política, o jornalista Carlos Mazza coordena o O POVO Dados, núcleo que trabalha com reportagens a partir de bancos de dados. Já foi repórter de Política e repórter especial do O POVO.

Carlos Mazza política

Ciro associa ciclos de violência no Ceará a "motins do Capitão Wagner"

Analisando a evolução de homicídios a partir do segundo governo Cid Gomes (PDT), Ciro destaca que a curva histórica dos números apresenta períodos contínuos de redução da violência. Alguns dados, no entanto, contestam a tese do pedetista
Tipo Análise
EX-MINISTRO Ciro Gomes atribui o crescimento da violência aos motins  (Foto: FABIO LIMA)
Foto: FABIO LIMA EX-MINISTRO Ciro Gomes atribui o crescimento da violência aos motins

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) avalia que motins da Polícia Militar do Ceará de 2012 e 2020 possuem relação direta com o crescimento da violência do Estado nas últimas décadas. Analisando a evolução de homicídios a partir do segundo governo Cid Gomes (PDT), Ciro destaca que a curva histórica dos números apresenta períodos contínuos de redução da violência. Essas quedas, no entanto, seriam então revertidas para movimentos de "crescimento explosivo" no momento em que ocorrem os motins da corporação.

"O que acontece no Ceará ciclicamente, é só você ver, e talvez o jornal O POVO é o único que tem história para fazer isso, eu inclusive desafio você a fazer isso, é uma coisa simples: é só comparar lá atrás, os investimentos em segurança pública que o Cid faz e a curva de queda dos homicídios, que é impressionante. Aí eles voltam a crescer. O que é o marco que inverte essa tendência, de queda profunda, para crescimento explosivo? O motim do Capitão Wagner", diz Ciro, em entrevista concedida à coluna na última quinta-feira, 10, durante participação evento com Camilo Santana (PT) em São Gonçalo do Amarante.

"Depois, (a taxa de homicídios) cai de novo com os investimentos do Camilo, despenca. Aí depois inverte de novo e cresce selvagemente. Qual é a curva? O outro motim liderado pelo Capitão Wagner. E agora está despencando de novo", diz Ciro. Importante frisar que o primogênito Ferreira Gomes bota os motins na conta do deputado federal Capitão Wagner (Pros), principal líder da oposição ao grupo do PDT e PT no Ceará e pré-candidato ao Governo do Estado pelo bloco oposicionista.

"Estatisticamente, a probabilidade de o Wagner tentar um novo motim é muito grande. Mas, se ele não tentar o motim, ele vai tentar estabelecer, porque agora a conexão é com as milícias, com as facções criminosas", diz ainda Ciro.

Evolução de homicídios

Seguindo a provocação de Ciro, publico abaixo a evolução dos indicadores de homicídios no Ceará. Pela tese do ex-ministro, crescimentos vertiginosos da violência do Estado ocorridos a partir de 2012 e 2020 no Ceará (seguidos de momentos de considerável queda nos indicadores) teriam relação com os movimentos de paralisação da PM cearense.

2009: 2262

2010: 2803 ( 23,9%)

2011: 2806 ( 0,1%)

2012 (ano do primeiro motim): 3730 ( 32,9%)

2013: 4395 ( 17,8%)

2014: 4439 ( 1%)

2015: 4019 (-9,4%)

2016: 3407 (-15,22%)

2017: 5133 ( 50,6%)

2018: 4518 (-11,9%)

2019: 2257 (-50%)

2020 (ano do segundo motim): 4039 ( 78,9%)

2021: 3.229 (-20%)

Alguns dados, no entanto, contestam a tese do pedetista, como o próprio crescimento destacado da violência nos anos de 2010 e 2017, anos em que não ocorreram mobilizações dos militares.

Para especialistas em segurança ouvidos pela coluna, os movimentos de agentes da segurança podem sim ter relação com um crescimento pontual de homicídios, mas a taxa a longo prazo seria melhor explicada pela própria instalação mais profunda de facções criminosas no Estado. Em 2017, ano recorde de crescimento, por exemplo, foi registrado intenso período de disputa por territórios entre o crime organizado no Estado, inclusive com o crescimento de chacinas entre integrantes de facções.

 

Foto do Carlos Mazza

Política é imprevisível, mas um texto sobre política que conta o que você precisa saber, não. Então, Acesse minha página e clique no sino para receber notificações.

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"