Foto de Neila Fontenele
clique para exibir bio do colunista

Colunista de Economia, Neila Fontenele já foi editora da área e atualmente ancora o programa O POVO Economia da rádio O POVO/CBN e CBN Cariri.

Brasil: foco no que é importante

País precisa olhar para os problemas que afetam a vida dos seus moradores
Tipo Opinião
Bandeira Nacional brasileira (Foto: PALÁCIO DO PLANALTO)
Foto: PALÁCIO DO PLANALTO Bandeira Nacional brasileira

O Brasil atravessa uma pandemia de um vírus letal, uma situação dramática de desemprego, de aumento da pobreza e de crise hídrica com risco de apagão na área de energia. São esses alguns dos problemas que precisam ser enfrentados através de ações concretas, com propostas realizáveis pelo governo e pela sociedade civil.

Cortinas de fumaça, como questões fabricadas (como o voto impresso), a criação de conflitos entre Executivo, Judiciário e Congresso, ou possíveis acordos para levantes de grupos de policiais (como tem sido divulgado), não interessam a quem defende um País melhor. Há muito para se fazer, e a dificuldade do governo para dar respostas às questões reais assusta até parte da base de apoio do presidente Jair Bolsonaro.

As manifestações da classe empresarial desde a semana passada começaram a despontar. Mesmo com textos vacilantes, escritos por quem não quer comprar briga com ninguém, ficou claro o incômodo com as ameaças à democracia.

Portanto, as bandeiras do Brasil neste 7 de setembro devem lembrar o patriotismo para tornar esse país um lugar bom para se viver, sem tantas desigualdades. Já há muito sofrimento, principalmente entre as camadas mais pobres da população. Esta é a hora de tentar buscar bases de negociação que diminuam os conflitos gerados pelas rachaduras ideológicas. Esse é o verdadeiro patriotismo que se faz necessário no momento, sem fome, sem morte, sem guerra e com democracia.

professor  Steve Cadigan(Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação professor Steve Cadigan

Futura Trends 

INOVAÇÃO E TRABALHO

O seminário Futura Trends terá início amanhã, às 10 horas, com a palestra do professor de Economia na Columbia University, Steve Cadigan (foto), que falará sobre o futuro do trabalho e dos líderes na Economia Digital. Cadigan é um dos fundadores do LinkedIn e mestre em RH pela Universidade de San Francisco.

Na sexta-feira, a palestra será de Joseph Stiglitz, prêmio Nobel de Economia (2001), que abordará o tema "Uma nova equação global para um mundo melhor".

Empresa

FÁBRICA DE ESTICAR GENTE

O empresário Honório Pinheiro, presidente da rede de supermercados Pinheiro, tem mostrado o lado humano da empresa. Criador do Instituto Bom Vizinho, acolheu 100 pessoas (crianças com suas famílias na comunidade da Paupina e filhos de funcionários) com aulas de reforço escolar, música, informática e atendimento a serviços de saúde.

Honório defende a empresa como uma "fábrica para esticar gente". Ou seja, aprimorar as suas qualidades, um trabalho que vai além da geração de renda.

Taxa de desemprego

LONGE DA PRÉ-PANDEMIA

O Ceará possui 563 mil desempregados, apesar do crescimento de 3,5% no contingente de trabalhadores ocupados no último trimestre. Em uma análise realizada pelo Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), foi constatada uma melhora no nível de contratações formais e informais, mas ela ainda está longe do período pré-pandemia.

Pelos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADc), a taxa de desemprego tem se mantido em 15%, o que é bastante elevado, e valida iniciativas do governo do estado de incentivar novas contratações, pagando metade do salário mínimo.

Ibyte

AUMENTO NO FATURAMENTO

O momento é de crise e de inflação, mas algumas empresas crescem. A Ibyte, por exemplo, registrou aumento de 32,6% no seu faturamento, em relação a agosto de 2020. O resultado foi fruto da estratégia de ampliação das vendas parceladas em até 21 vezes.

Academia de turismo

CADEIRA NÚMERO 13

A Academia Brasileira de Eventos e Turismo e a ABEOC-Ceará promoverão um seminário para discutir a retomada do setor, no período entre quatro e cinco de outubro. Na ocasião, haverá a posse da vice-presidente da Câmara Brasil-Portugal, Anya Ribeiro, na cadeira n°13 da Academia Brasileira de Eventos e Turismo.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais