Logo O POVO Mais
CIDADES

Facções criminosas acirram conflito no bairro Cais do Porto

Comunidades do Serviluz e Estiva são as mais afetadas por confronto entre CV e GDE. SSPDS reforçou policiamento na região
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Ação policial em 15 de outubro, no Serviluz, que contou com apoio de helicópteros (Foto: Divulgação/Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social)
Foto: Divulgação/Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social Ação policial em 15 de outubro, no Serviluz, que contou com apoio de helicópteros

O acirramento do conflito entre facções criminosas desde a última semana tem amedrontado moradores do bairro Cais do Porto. Nesse período, foram relatados diversos episódios de tiroteios entre grupos criminosos. O conflito é mantido entre Guardiões do Estado (GDE) e Comando Vermelho (CV), sobretudo, nas comunidades do Serviluz e Estiva. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) afirma ter intensificado "trabalhos ostensivos, preventivos e investigativos" na região.

O mais recente episódio do conflito data de terça, 20, quando PMs receberam informação de ocorrência de tiroteio na Estiva. Ao chegar ao local, os militares se depararam com três jovens armados. Conforme a PM, eles disparam contra a composição, que revidou e atingiu um adolescente de 15 anos, integrante do trio. Sanderson Daniel Correia de Lima foi socorrido pelos PMs, mas não resistiu. Um adolescente de 17 anos foi apreendido e um jovem de 20 anos, preso. Com eles, a PM apreendeu uma pistola, um revólver e uma submetralhadora artesanal. Conforme auto de prisão em flagrante, Denilson Teixeira Braga falou na delegacia ser "simpatizante" da GDE e que foi à Estiva confrontar membros do CV, que estariam expulsando moradores no Cais do Porto.

Nas redes sociais, integrantes das duas facções trocam hostilidades. Um funk em alusão ao conflito, atribuído à GDE, circula na internet. "Se tu sonha com a Estiva/Vai acordar sem a Senzala (comunidade)" (SIC), diz trecho da canção, que ainda afirma que o "Serviluz é Guardião" (SIC).

Na tarde do dia 15, um homem foi preso no Serviluz após PMs receberem denúncias de que integrantes do CV estariam em confronto com homens da GDE. Leonardo Matos dos Santos foi autuado por porte ilegal de arma. No mesmo dia, mas à noite, um homem foi socorrido ao hospital após ser baleado com quatro disparos. Uma mulher foi presa e um adolescente apreendido no Serviluz suspeitos de participação no crime. Com eles, a Polícia encontrou duas pistolas, um revólver e R$ 3 mil. Na delegacia, Alessandra Gomes Dias de Souza afirmou que apenas foi "contratada" para transportar as armas e o dinheiro, não tendo envolvimento com o ataque. E também na quinta, no Serviluz, dois homens foram presos e um adolescente apreendido com um revólver e duas armas artesanais calibre 12.

Na quarta-feira, 14, Lucas Soares da Costa, de 22 anos, havia sido morto a tiros no Cais do Porto. Conforme a SSPDS, a investigação está em "fase avançada", mas "detalhes ainda não podem ser repassados".

Em nota, a SSPDS reforçou que o Serviluz tem presença de grupos da PM que realizam ações preventivas e que a Polícia Civil e Coordenadoria de Inteligência (Coin) têm atuado na região para desarticular grupos criminosos.

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"