Politica

Políticos cearenses testam positivo para Covid-19

Vice-governadora, Izolda Cela, líder do governo na AL-CE, Júlio César Filho, e pré-candidato à Prefeitura pelo PSDB, Carlos Matos estão entre os casos confirmados. Todos estão em isolamento domiciliar
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
VICE-GOVERNADORA Izolda Cela afirmou que está em isolamento desde que detectou os primeiros sintomas (Foto: Sandro Valentim)
Foto: Sandro Valentim VICE-GOVERNADORA Izolda Cela afirmou que está em isolamento desde que detectou os primeiros sintomas

Os primeiros relatos de infecção pelo novo coronavírus na classe política cearense começaram a circular ontem. A vice-governadora do Estado, Izolda Cela (PDT), e seu marido, o ex-prefeito de Sobral Veveu Arruda, testaram positivo para a doença. Além deles, o líder do governo na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), Júlio César Filho (Cidadania), e o pré-candidato do PSDB à Prefeitura de Fortaleza, o ex-deputado Carlos Matos tiveram resultado positivo para a enfermidade.

Izolda confirmou a infecção e informou nas redes sociais que está em isolamento domiciliar desde que apresentou os primeiros sintomas. "Estamos bem. Estamos informando às pessoas que tiveram contato conosco antes dos sintomas para que cumpram o necessário isolamento para se proteger e proteger os outros", escreveu na nota.

Segundo comunicado assinado por Luiz Pontes, presidente estadual do PSDB, Matos apresentou quadro clínico com dor de cabeça e coriza e por isso fez o exame. "Carlos Matos segue agora todo o protocolo das autoridades sanitárias do Estado e do Município, está em isolamento familiar, sem qualquer intercorrência no seu quadro de saúde", pontua.

Na noite de ontem, o deputado gravou vídeo nas redes sociais afirmando que começou a sentir sintomas como febre e dor no corpo no último sábado. E desde então se isolou em um cômodo de sua residência.

"Reitero que desconheço ter tido contato com pessoas diagnosticadas ou com suspeita de contaminação pelo Covid-19. Reforço o compromisso de todos com o isolamento e com os cuidados para evitar a propagação desse vírus altamente contagioso. Por orientação médica, continuarei em isolamento domiciliar pelos próximos dias, bem como a minha equipe de assessores", disse.

O deputado Leonardo Araújo (MDB) adotou postura semelhante em relação a sua equipe. "Tomei medidas pessoais e coloquei todos que trabalham diretamente comigo em quarentena, inclusive motoristas. Estamos sendo orientados a liberar equipes e trabalhar com o mínimo de pessoas, para evitar a propagação do vírus no Ceará", disse Araújo. O parlamentar, que teve sintomas gripais, chegou a fazer o exame, mas o resultado não apontou a presença do Covid-19. "O teste deu inconclusivo, por isso anunciamos como negativo, mas farei um segundo teste para confirmar", informou.

Enquanto isso, o Legislativo Estadual adotou série de medidas, por tempo indeterminado. O presidente da AL-CE, José Sarto (PDT), orientou que deputados com mais de 60 anos ou que tiverem algum tipo de comorbidade (hipertensão arterial, diabetes, insuficiência cardíaca, etc) e aqueles que apresentem sintomas gripais façam o exame para detectar presença do vírus.

Listen to "Governo do Ceará anuncia 600 novos leitos de uti para ajudar no combate à disseminação do Covid-19 no estado." on Spreaker.

Os que estiverem assintomáticos foram orientados a permanecer em casa. Além disso, a Mesa Diretora da AL-CE orientou gestores dos demais setores a estabelecer regime de teletrabalho, para situações onde for possível, e a dispensar aqueles que estiverem gripados ou que integrem o grupo de risco.

Apesar das determinações, o Legislativo não deve parar. As votações ocorrerão por meio de um sistema remoto. Assim que estiver pronto e for testado, uma sessão plenária virtual será convocada para votação das matérias em pauta. Para a sessão de ontem, Sarto havia pautado todos os projetos aptos a serem votados, incluindo reestruturação salarial dos agentes de segurança pública e ascensão funcional do servidores da saúde. Mas com a confirmação do coronavírus entre representantes da Casa e risco de infecção dos demais, voltou atrás.

 

Coronavírus atinge primeiro chefe de Poder

O presidente do Senado e do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), é o primeiro chefe de Poder brasileiro infectado com coronavírus. A informação foi confirmada ontem pela assessoria de imprensa e pelo próprio senador nas redes sociais. Dois ministros de Estado do governo de Jair Bolsonaro também tiveram exames positivos confirmados ontem, Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Bento Albuquerque (Minas e Energia).

"Depois de o primeiro exame dar negativo, o presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre, refez o exame na noite de ontem (anteontem, terça-feira, 17) e, nesta quarta-feira, atestou positivo para covid-19", diz a nota da assessoria. "Davi Alcolumbre, no entanto, está bem, sem sintomas severos, salvo alguma indisposição, e segue em isolamento domiciliar, conforme determina protocolo de conduta do Ministério da Saúde e a OMS."

O presidente do Senado participou de diversas reuniões nos últimos dias. Na segunda-feira, 16, esteve ao lado de sete ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), entre eles o presidente da Corte, Dias Toffoli, além do presidente Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para tratar das medidas de combate à pandemia da covid-19.

O primeiro caso de coronavírus no Legislativo foi do senador Nelsinho Trad (PSD-MT), que fez parte da comitiva aos Estados Unidos. Ao todo, 17 pessoas do grupo contraíram o vírus. Também foram diagnosticado com a doença os deputados Daniel Freitas (PSL-SC) e Cezinha da Madureira (PSD-SP), que não viajou com a comitiva. No governo, além dos ministros Heleno e Albuquerque, o secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten já havia testado positivo no início do mês. Outros quatro funcionários do GSI que integraram a equipe que acompanhou Bolsonaro na viagem também estão com o vírus. (Agência Estado)

 

AL-CE

Entre as decisões da AL estão ainda: suspensão das sessões plenárias e comissões; restrição do acesso às dependências e desinfecção do prédio; e redução do expediente, que passa a ser das 9 horas às 13 horas

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais