Politica

Glêdson vence em Juazeiro do Norte, mas decisão fica nas mãos da Justiça

Com candidatura sub judice, Glêdson Bezerra alcançou 38,18% dos votos e derrotou o candidato à reeleição, Arnon Bezerra
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
 (Foto: DIVULGAÇÃO)
Foto: DIVULGAÇÃO

Juazeiro do Norte segue como município que nunca reelegeu um prefeito. Com pleito acirrado até o fim da apuração, Glêdson Bezerra (Podemos) foi o candidato com maior número de votos (38,18%). Arnon Bezerra (PTB), que integra a base do governador Camilo Santana (PT), ficou em segundo lugar, com 36,20%. A decisão sobre o futuro do município, contudo, ficará a cargo da Justiça. Isso porque a candidatura do primeiro colocado está sub judice.

Glêdson aguarda o julgamento do pleno e acredita que a decisão será revertida. O deputado estadual Nelinho Freitas (PSDB) foi o terceiro colocado, com 18,91%. Ele foi seguido por Ana Paula Cruz (PSB), com 3,84%, e Demontieux Fernandes (Psol), com 2,87%.

Dois dias antes da eleição, Glêdson teve o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral após a juíza Kamile Moreira Castro, titular do Tribunal Regional do Ceará (TRE-CE), aceitar recurso do Ministério Público Eleitoral. Segundo a decisão, o candidato não apresentou requerimento de desincompatibilização do cargo de inspetor de Polícia Civil aos órgãos administrativos da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) dentro do prazo legal.

A decisão também aponta contradições em boletins de ocorrência da Polícia Civil que mostram Glêdson ativo e em regime de plantão durante os meses de agosto e setembro.

Após a divulgação do resultado, ele frisou que pautará mandato na política de austeridade e economia dos recursos. "Vamos economizar o dinheiro público, trabalhar com transparência para fazer uma administração melhor. Os desafios são grandes, mas nós vamos fazer uma administração boa, se Deus quiser", afirmou. Disse que fará as "auditorias necessárias tomar pé da situação, cortar gastos desnecessários, rever contratos".

"Temos que economizar o dinheiro público, porque Juazeiro do Norte não tem dinheiro suficiente para dar conta de todas as suas demandas com esses contratos exagerados. Vamos ter que zelar pelo dinheiro. Zelando pelo dinheiro público, vamos respirar e investir em saúde, em educação e nas demais necessidades do municípios", projetou.

Ele destacou que "não abre mão" de realizar uma administração austera, "que valorize os colaboradores, mas que tenha eficiência na aplicação dos recursos". Na noite de ontem, também frisou que contará com o apoio dos vereadores.

Arnon Bezerra, por sua vez, havia sofrido pedido de impugnação de sua candidatura, questionada pelo candidato a vereador Cícero Gomes (Podemos), que encaminhou ação à juíza eleitoral da 119ª Zona do Município de Juazeiro do Norte. No documento, o pedido teve a justificativa de que esse seria o terceiro mandato na mesma família.

Após questionamento do Ministério Público, a candidatura foi liberada pela Justiça Eleitoral. Além de prefeito, Arnon já foi secretário da Saúde do município, além de ter exercido mandatos de deputado estadual e federal. (Colaborou Luciano Cesário)

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais