Logo O POVO Mais
Politica

Em evento de filiação, PT atrai prefeitos desde o Psol até o partido de Bolsonaro

Já de olho nas eleições de outubro, a maioria dos representantes partidários ressaltou a necessidade de apoio regional à campanha de Lula. Os petistas também exaltaram a gestão Camilo
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
EVENTO selou a filiação ao PT de 12 prefeitos cearenses (Foto: FOTO: MATHEUS MACIEL/PT CEARÁ)
Foto: FOTO: MATHEUS MACIEL/PT CEARÁ EVENTO selou a filiação ao PT de 12 prefeitos cearenses

O Partido dos Trabalhadores no Ceará realizou nesta quinta-feira, 13, um ato de filiação de novos 12 novos prefeitos que migraram para a sigla. O evento transforma o partido na segunda maior força política do Estado em número de municípios administrados. Com os novos ingressos, o partido passa de 17 para 29 prefeitos, ficando à frente do PSD (26) e atrás apenas do PDT (67).

No arco de novos apoiadores estão, curiosamente, desde nomes do Psol até ex-filiados do Partido Liberal (PL), ao qual o presidente Jair Bolsonaro confirmou recentemente sua chegada para concorrer à reeleição à Presidência. 

A lista de recém-filiados é composta por: Joerly Vitor (Aratuba), João Luiz (Campos Sales), Wilamar Palácio (Cariús), Marcondes Jucá (Choró), Chico Cordeiro (General Sampaio), Franzé Carneiro (Ibicuitinga), Elias Do Sargento (Jaguaruana), Dr. Aniziario Costa (Jardim), Dr. Rafael (Penaforte), Edson Veriato (Potengi), Marcondes Ferraz (Saboeiro) e Meu Deus (Santana Do Acaraú).

Segundo informações do colunista Carlos Mazza, do O POVO, a direção do Psol Ceará se surpreendeu com a desfiliação do primeiro e único gestor municipal eleito pelo partido no Ceará desde a fundação do partido, o prefeito de Potengi, Edson Veriato. Nos bastidores do Psol cearense, o movimento foi lamentado e visto como fruto da pressão da máquina pública do Estado. 

A articulação, conduzida pelo governador Camilo Santana (PT) e pelo deputado federal José Guimarães (PT), também confirmou a tendência de enxugamento do PL Ceará após a chegada do presidente da República.

Então integrante da base do governador cearense e disputada pela oposição ao bloco do PT e PDT, a sigla pode perder ainda outros filiados que desejarem continuar na aliança com os Ferreira Gomes, entre eles o atual presidente do PL, o prefeito de Eusébio Acilon Gonçalves. 

Nessa quinta, com a presença de lideranças partidárias e parlamentares petistas, o evento de filiação ocorreu em um momento de preparação do partido para construção de um palanque para o ex-presidente Lula no Ceará. Já em tom de campanha, a maioria dos representantes partidários ressaltou a necessidade de apoio regional à campanha do petista e exaltaram a gestão de Camilo. 

LEIA MAIS l Veja lista dos 12 prefeitos cearenses que se filiaram ao PT nesta quinta

Em seu pronunciamento, o presidente do PT no Ceará, Antônio Filho, o Conin, agradeceu pela presença dos prefeitos recém-filiados e dos já eleitos pela sigla nas eleições municipais de 2020. O dirigente usou nome do governador petista como um exemplo de governança a ser seguidos pelos recém-egressos na sigla.

"Vamos discutir muito nesse ano, construir uma aliança forte sob a liderança do governador Camilo Santana. Seu estilo de governar inspira todos esses gestores que estão aqui. É ele que nos orienta e que com o qual estamos construindo", disse o presidente partidário. 

As bancadas federal e estadual do PT Ceará também estiveram presentes no evento. Ao trazer o nome de Lula e Camilo, o deputado federal José Airton defendeu a necessidade de fortalecimento da democracia".

"O Lula foi esse presidente que resgatou a esperança do povo brasileiro e mostrou que somos capazes (...) O governador Camilo vem desenvolvendo no Ceará uma das lideranças mais importantes. A vinda de vocês fortalece um protagonismo para que possamos avançar nas conquistas do nosso estado", disse. 

"Que vocês (prefeitos) nas suas gestões nos ajudem a eleger Lula no primeiro turno. Cuidem do PT, não deixem o PT de lado, filiem gente nova e organizem os diretórios", completou o deputado federal José Guimarães, articulador das filiações. O parlamentar falou da necessidade de continuidade da aliança PT-PDT e das políticas da gestão Camilo, o que chamou de "modo petista de governar". 

Comandado pela secretária Nacional de Organização do PT, Sônia Braga, o ato também teve a presença do deputado estadual Fernando Santana, presidente da Assembleia em exercício. Ele também lembrou de Lula como principal nome de inspiração dos petista.

“Lula nos ensina todos os dias a acolher e Camilo nos ensina a dialogar. E é isso que estamos fazendo hoje aqui. Peço que possamos acolher e dialogar com os novos filiados com muito carinho e dedicação para que juntos possamos fortalecer nosso partido”, disse.

Nomes femininos do partido também realizaram pronunciamentos. A ex-prefeita de Jaguaruana e recém empossada secretária de Desenvolvimento Agrário do Ceará, Ana Teresa de Carvalho, ressaltou que a missão é "trazer um governo que pensa no povo".

"A missão de vocês é levar esse nome de esperança que o Lula traz”, disse aos prefeitos. Logo depois, a secretária de Mulheres do PT Ceará, Fátima Bandeira, destacou a dificuldade que as mulheres têm de participação na política. 

12 novos petistas

ARATUBA: Joerly Vitor (ex-Republicanos)

CAMPOS SALES: João Luiz (ex-PDT)

CARIÚS: Wilamar Palacio (ex-PL)

CHORÓ: Marcondes Jucá (ex-PL)

GENERAL SAMPAIO: Francisco Cordeiro (ex-PDT)

IBICUITINGA: Franzé Carneiro (ex-PDT)

JAGUARUANA: Elias do Sargento (ex-PCdoB)

JARDIM: Dr. Aniziario Costa (ex-PSB)

PENAFORTE: Dr. Rafael Ferreira (ex-MDB)

POTENGI: Edson Veriato (ex-Psol)

SABOEIRO: Marcondes Ferraz (ex-PDT)

SANTANA DO ACARAÚ: Francisco das Chagas Mendes (ex-PL)

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"