Logo O POVO Mais
Vida & Arte

Com 130 escritores, Encontro Mundial de Literatura Brasileira começa hoje, 9

130 autores nacionais de diferentes estilos participam do Encontro Mundial de Literatura Brasileira. Evento virtual acontece de hoje, 9, a sábado, 12
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Daniel Munduruku foi o primeiro indígena a se candidatar a uma cadeira na ABL (Foto: Luciano Avanço/ Divulgação)
Foto: Luciano Avanço/ Divulgação Daniel Munduruku foi o primeiro indígena a se candidatar a uma cadeira na ABL

Valorizar a literatura brasileira é uma ação fundamental para que novos talentos possam surgir e apresentar suas obras aos leitores. Com esse objetivo, o Encontro Mundial de Literatura Brasileira realiza sua segunda edição. Entre hoje, 9, e sábado, 12, 130 escritores que vivem em diversas partes do mundo se encontram virtualmente para debater assuntos relevantes para o setor literário.

Entre os nomes confirmados nesta edição está o autor indígena Daniel Munduruku. Com duas décadas de trajetória, coleciona mais de 50 títulos, como "Histórias de Índio", "Kabá Darebu" e "As Serpentes que Roubaram a Noite e Outros Mitos". Além dele, também estarão presentes Marcia Kambeba, Heloísa Schurmann, Regina Drummond e Toni Brandão.

Leia também | Linha de artesanato "Tempo Chamado Tempo" mistura cerâmica com poesia

"A criação de espaços para apresentação e divulgação da produção literária e intelectual dos escritores brasileiros é sempre necessária por contribuir de maneira significativa para a valorização, o reconhecimento e a divulgação da literatura brasileira", explica a coordenadora do evento Nereide Santa Rosa. Para ela, a leitura e a escrita se tornaram tópicos ainda mais comentados durante o isolamento social causado pelo coronavírus. "Elas representam os sentimentos e as emoções das pessoas, assim como facilitam o acesso a mais conhecimento e pesquisa", comenta.

É para elaborar um espaço plural e democrático de discussão que diversos tópicos serão abordados durante o Encontro. A produção intelectual de mulheres negras, a importância do estímulo à leitura nas crianças e o encontro entre artes visuais e literatura são alguns dos debates que irão ocorrer. Além disso, reflexões sobre o ofício do escritor também fazem parte da programação.

As conversas, porém, não serão as únicas atrações. Gratificações serão concedidas para trabalhos que merecem destaque. Esse é o caso da organização não governamental Instituto Brasil Solidário, que receberá o Prêmio Reconhecimento de Literatura Internacional Brasileira 2020. A instituição cearense é responsável por incentivar a leitura em escolas públicas por meio de doação de acervos, construção de bibliotecas comunitárias, programas de mediação de leitura no formato à distância durante a pandemia, entre outros. Idealizado por Luís Eduardo Salvatore, o movimento já construiu mais de 273 bibliotecas e distribuiu aproximadamente um milhão de livros gratuitamente.

Leia também | Mostra de Cinema de Ouro Preto discute o novo momento da TV e da comunicação

Além disso, o evento marca a inauguração da Academia Internacional de Literatura Brasileira (AILB) no sábado, 12 de setembro. A entidade, criada pela Focus Brasil Foundation, tem caráter cultural sem fins lucrativos. "O objetivo é estimular e promover a literatura brasileira, a cultura, as ciências sociais e as artes do Brasil no exterior, além de contribuir para a preservação da memória de escritores brasileiros e apoiar iniciativas e eventos literários desenvolvidos pela Focus Brasil Foundation", afirma Nereide Santa Rosa.

Em sua segunda edição, o Encontro Mundial de Literatura Brasileira acontecerá na página do Facebook e no canal do Youtube da Focus Brasil. Anteriormente realizado no Consulado Geral do Brasil em Nova York, em 2019, o encontro se tornou mundial de forma on-line, destinado aos autores brasileiros dos mais variados gêneros. Durante a realização, o público também poderá adquirir as obras dos participantes na feira virtual.

Programação completa

Quarta-feira, 9
10 horas - Abertura oficial e lançamento do Book Fair Virtual
10h30min - Painel "A literatura brasileira no exterior"
12 horas - Série "Meu depoimento"
15 horas - Painel "O livro transformou a minha vida"
17 horas - Série "Meu depoimento com 8 escritores"
20 horas - Painel "Mulherio das Letras nos Estados Unidos"

Quinta-feira, 10
10h30min - Painel "Os segredos do escritor de sucesso"
12 horas - Série "Meu depoimento"
15 horas - Painel "A produção literária e intelectual das mulheres negras"
17 horas - Painel "Incentivando a Leitura e a escrita entre crianças e jovens"
20 horas - Painel "Mulheres escritoras: O desafio do sucesso"

Sexta-feira, 11
10h30min - Painel "Por que sou poeta?"
12 horas - Série "Meu depoimento"
15 horas - Painel "Arte visual e Literatura, um encontro fundamental"
17 horas - Série "Meu depoimento"
20 horas - Painel "Romances, o segredo da escrita"

Sábado, 12
10h30min - Painel "Para ser um escritor de sucesso"
12 horas - Série "Meu depoimento"
15 horas - Painel "A voz da Literatura"
17 horas - Série "Meu depoimento"
21 horas - Lançamento do Catálogo Internacional de Escritores Brasileiros, da Academia Internacional de Literatura Brasileira e dos agraciados no "Destaque Literário - Focus Brasil NY"
22 horas - Live especial de encerramento com a dupla Kleiton e Kledir

Serviço

Quando: de quarta, 9, a sábado, 12/9
Onde: na página do Facebook e no canal do Youtube da Focus Brasil

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"