Reportagem Seriada

Como surgem as variantes da Covid-19

O coronavírus é capaz de sofrer mais alterações e apresentar variantes em menos tempo do que a H1N1 - que geralmente leva um ano para mutar significativamente. Entenda como surgem as variantes da Covid-19 e quais são as possíveis consequências em relação às vacinas
Episódio 3

Como surgem as variantes da Covid-19

O coronavírus é capaz de sofrer mais alterações e apresentar variantes em menos tempo do que a H1N1 - que geralmente leva um ano para mutar significativamente. Entenda como surgem as variantes da Covid-19 e quais são as possíveis consequências em relação às vacinas Episódio 3
Tipo Notícia Por

 

Pela primeira vez durante a pandemia de Covid-19, o governador Camilo Santana (PT) decretou lockdown em todo o Ceará. A decisão vem de um contexto de hospitais públicos e privados com Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) lotadas e casos de Covid-19 crescendo. Além disso, o Estado também enfrenta as novas variantes do Sars-Cov-2, mais transmissíveis.

No Ceará, a mutação que favorece a transmissibilidade da doença foi identificada em 71,1% dos casos analisados por um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Mas o que é uma variante? É uma mutação de um vírus que se sobrepõe à “versão original”, causando algumas modificações na doença. As variantes do Sars-Cov-2 mais proeminentes até março de 2021 são:

 

Essas três variantes são as que mais preocupam os pesquisadores e médicos. Elas liberam mais vírions (partícula viral infecciosa), provocando a transmissão mais rápida.

 

 

Como as variantes surgem

 

Mutações são super comuns, seja em vírus, seja em seres humanos. No entanto, para os vírus é mais fácil sofrer mutações relevantes, pela forma que eles se replicam:

 

A singularidade do coronavírus

 

O coronavírus é o maior vírus de RNA e o mais mutável. Isso porque ele não tem o chamado sistema de reparo - processos pelos quais as células identificam e reparam danos nas moléculas que codificam o genoma.

 

Como a variante P.1 virou a mais preocupante?

 

Sabendo que o Sars-Cov-2 sofre mutações mais facilmente, especialmente quando tem contato com outras cepas, veja o que tornou o Amazonas o local ideal para o surgimento da variante P.1:

 

Como ficam as vacinas?

 

Por enquanto, a preocupação na eficácia das vacinas contra as variantes da Covid-19 são menores, ainda que existentes. Há muitas vacinas em produção, todas com abordagens diferentes. Ainda que algumas tenham a eficácia reduzida para algumas variantes, como a AstraZeneca para a da África do Sul, a redução é insuficiente para inutilizar a vacina.

 

A solução não é só a vacina

Se as medidas sanitárias continuarem sendo descumpridas e a transmissão não for barrada, continuarão surgindo novas cepas e novas variantes. Leia mais sobre os eventos de superdisseminação da Covid-19.


>> Fontes

Mário Oliveira, biomédico virologista, mestre em Microbiologia Médica

“Os efeitos das variantes virais da Covid-19 nas vacinas”, publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS)

 

>> Expediente

Edição Fátima Sudário e Regina Ribeiro | Texto Catalina Leite | Ilustrações e Infográficos Catalina Leite | Edição de arte Cristiane Frota

Essa notícia foi relevante pra você?

Conteúdo exclusivo para assinantes

Conteúdo exclusivo

Saiba mais

Estamos disponibilizando gratuitamente um conteúdo de acesso exclusivo de assinantes. Para mais colunas, vídeos e reportagens especias como essas acesse sua conta ou assine O POVO +.

Logo O POVO Mais