Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

Alan Neto
esportes
NOTÍCIA

Torcedores do Fortaleza não queriam Enderson Moreira

Éderson ao chão em partida do Fortaleza diante do Bahia no Castelão em jogo válido pela Copa do Nordeste 2021.
Éderson ao chão em partida do Fortaleza diante do Bahia no Castelão em jogo válido pela Copa do Nordeste 2021.

.NOVE ENTRE dez torcedores do Fortaleza gostariam de ver um técnico do peso de Luxemburgo no comando do Tricolor. Nove entre dez torcedores tricolores queriam ver Enderson Moreira fora do Fortaleza há muito tempo. Esses só foram atendidos após a desclassificação frente ao Bahia, através de penalidades máximas.

.PRIMEIRA HIPÓTESE não é descartável. Fortaleza precisa de um técnico de peso, no mesmo patamar de Rogério Ceni, porque o Brasileirão se aproxima, agora em maio, além do que, o time necessita urgente de uma sacudida geral. Está uma barafunda, herança deixada pelo Enderson. Por falta de aviso não foi.

TAMBORES DE GUERRA

.NÃO É de agora que os tambores de guerra dos torcedores rufavam, exigindo a saída de Enderson. A diretoria demorou demais dispensá-lo, após passar por tanto desgaste. Primeiro, não se brinca com protesto em peso, quase unânime de uma torcida flamejante como a do Tricolor. Segundo, porque Enderson nunca caiu nas graças dos torcedores. Os motivos são vários. Elencá-los, seria demasiadamente cansativo.

.DESPEJO PROVOCADO pelo Bahia foi apenas a última gota d'água que faltava para a diretoria, finalmente, ouvir o alarido ensurdecedor de sua torcida. Uma demora desnecessária que acabou por desgastar também a diretoria comandada por Marcelo Paz.

.BOM LEMBRAR que o próprio Marcelo foi o maior defensor de Enderson baseado nos números favoráveis, mas o time jogava pedra na lua. Não vinha ao caso. Isso pouco pesava ou importava para os torcedores do Fortaleza. Eles queriam ver um time vencedor, tudo bem, mas organizado taticamente em campo e atuando convincentemente. Esperaram em vão, até a paciência desabar.

 

Enderson escalou o Fortaleza pra decisão com 5 mudanças quando não havia a menor necessidade

 

.UM PRESIDENTE, é imprescindível, precisa auscultar os anseios de sua torcida. Jamais bater de frente ou fingir que não está ouvindo nada. Não bateu de frente. Infelizmente se fingiu de mouco. Foi tomar a decisão que tanto a torcida ansiava, quando tudo já estava perdido. Paz olhava apenas para os números e a colocação do Tricolor na Copa do Nordeste. Outro erro fatal.

GOTA D'ÁGUA

.VERDADE QUE o Fortaleza foi desclassificado do Nordestão pelas vias das penalidades. Conclusão a que se chega: se tivesse vencido, Enderson ainda estaria lá flanando no comando do time, mesmo com o vento uivante da torcida soprando-lhe contra.

.NÃO SE manda embora um técnico que chega a uma final. Ele não chegou, o time perdeu, só lhe restava a porta da rua. Foi a gota d'água que transbordou. Tarde demais, porém, antes tarde do que fincar o pé na teimosia atávica do presidente do clube. Que outra saída ele, Paz, teria se não a de dar as contas do Enderson? Até o roupeiro faria.

DIFERENÇAS

.VERDADE QUE o Bahia venceu na cobrança do pênaltis. Assim como é verdade que, bola rolando, durante os 90 minutos foi sempre superior ao Fortaleza. Só não chegou às redes por conta das boas defesas do Felipe Alves e da trave salvando. Rossi fez da defesa do Fortaleza gato e sapato.

.ALIÁS, DOS três atacantes, além do goleador Gilberto e do calejado Rodriguinho, é ele, Rossi, o melhor do trio. Faz uma dupla perfeita com o ótimo lateral Nino Paraíba, principalmente se encontra pela frente uma avenida iluminada chamada Carlinhos e Bruno Melo.

.ESTA A abissal diferença entre o Bahia e o Fortaleza. Nos baianos, fácil perceber quando um time tem melhor qualidade técnica e um treinador que não fica a inventar pirotecnias táticas. Dado Cavalcante faz o simples, respaldado, convém lembrar, por um elenco de ótima qualidade.

.INCRÍVEL QUE pareça, Enderson escalou o Fortaleza pra decisão com 5 mudanças quando não havia a menor necessidade. Apenas pelo simples fato de ficar inventando e mexendo no que parecia estar quieto. Embora também não estivesse. Exatamente isso o que provocou a revolta dos torcedores, a cada jogo disputado. Somada, claro, a antipatia pessoal pelo técnico.

NUNCA FOI TÃO FÁCIL

.HORA ANTES, o Ceará derrotou o Vitória por 2x0 sem grandes esforços. O Vitória é ruim e o Ceará atravessa fase auspiciosa. Já entrou em campo favorito e fez valer esta favoritismo quando a bola rolou.

.OS GOLS saíram em seu devido tempo. Até o zagueiro Messias deixou sua marca em lançamento de escanteio. O outro foi de Vina, que redescobriu não só o seu bom futebol, quanto também o caminho das redes.

.NUNCA FOI tão fácil o Alvinegro derrotar o rubro-negro baiano, um time recheado de jovens egressos das bases. O que sobra a eles de boa vontade para se firmarem, falta-lhes em se impor como um grande equipe. Poderão chegar lá, sim, se esta filosofia for mantida. Embora o histórico, indique que o Vitória sempre foi freguês do Ceará.

.CEARÁ, está na Argentina pra enfrentar amanhã o Arsenal de Sarandi. Virada a página, vem aí mais um jogo pela Sul-Americana. Dará tempo ao menos de respirar?

 

LEIA MAIS ALAN NETO 

Coincidência fez com que Ceará e Fortaleza ficassem juntos no sorteio da Copa do Brasil

Ceará derrota o Wilstermann por 3 a 1 na Sul-Americana: e ainda foi pouco

Sul-Americana, Copa do Nordeste e os novos cenários que se abrem para o Ceará

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais