Foto de Dicas da Tais
clique para exibir bio do colunista

Arquiteta e Urbanista, especialista em Arquitetura e Projetos Sustentáveis e Mestra em Ciência da Cidade. Professora Universitária e atuante na área da Construção Civil, da Arquitetura e do Design de Interiores

Dicas da Tais arquitetura e construção

Lâmpada: qual a temperatura de cor ideal para cada ambiente?

Dependendo das cores das luzes do seu projeto você vai sentir mais tranquilidade, mais foco, mais aconchego ou até mais saudável
Tipo Opinião
Mistura de luzes no ambiente (Foto: user32212 por Pixabay)
Foto: user32212 por Pixabay Mistura de luzes no ambiente

No textinho passado vocês acompanharam comigo a diferença da aplicação de uma fita de LED para um perfil de LED, e aproveitando que o papo é iluminação, hoje nosso artigo vai falar sobre: que cor de lâmpada devo colocar em cada ambiente? O que é ideal?

Vocês sabiam que as cores transmitem sensações?

Isso mesmo! Se eu disser para vocês que dependendo das cores das luzes do seu projeto você vai sentir mais tranquilidade, você vai se sentir mais focado, você vai sentir um aconchego... Uma boa iluminação aliada a um bom projeto de interiores faz tudo isso e a gente consegue se sentir até mais saudável.

Os projetos de iluminação de um escritório, de um supermercado, de uma residência, de uma farmácia... NÃO SÃO ALEATÓRIOS. Tudo é pensado de acordo com as mensagens que seu cérebro manda a partir de determinada cor.

Por exemplo: a maioria das cores que envolvem marcas de comidas são vermelhas e amarelas, isso porque essas duas cores são responsáveis por ativar nossa fome, nosso apetite.

Com a iluminação dos ambientes da sua casa, não é diferente (não estou falando que dependendo da luz você vai comer horrores, ein? Foi somente um exemplo).

Nós temos várias cores de luz que são emitidas no nosso espaço, mas de maneira BEM GERAL (porque daria para escrever um livro sobre isso) as temperaturas de cor mais utilizadas na arquitetura de interiores são: quente, fria e Neutra, o que, respectivamente, quer dizer: luz amarela, luz branca (tem gente que fala luz azul também) e luz neutra.

Mas ei, quando a gente fala “luz quente” não quer dizer que seu ambiente vai conter calor não, tá? É apenas porque ela emite uma coloração amarela e é somente por ter essa tonalidade.

Luz de cor neutra no ambiente(Foto: Free-Photos por Pixabay)
Foto: Free-Photos por Pixabay Luz de cor neutra no ambiente

A luz amarela ou luz quente que, tecnicamente falando, a chamamos de 2700K, traz conforto ao nosso ambiente, dá uma sensação de relaxamento, o que é ideal para o nosso quarto, sala de estar e jantar e até um lavabo, porque a luz amarela para a decoração é maravilhosa, e já que o lavabo é um ambiente para visitas, essa tonalidade casa muito bem no espaço.

Mas ei, tem gente que não gosta de luz amarela, e aí devemos respeitar essa vontade de projetar de acordo com o gosto do cliente. Eu costumo dizer que a gente se acostuma, mas tem gente que não consegue, então: devemos sempre respeitar esse limite.

A luz neutra (4000K), é aquela que nem é isso e nem é aquilo, hahaha. É uma luz que não é nem amarela, nem branca, e ai ela é indicada para exatamente essas pessoas que não gostam da luz amarela, mas não querem a branca e, por isso, é indicada para qualquer ambiente, pois traz a qualidade das duas temperaturas (branca e amarela).

Exemplo de uso de cor fria na iluminação(Foto: khiem por Pixabay )
Foto: khiem por Pixabay Exemplo de uso de cor fria na iluminação

O que mais procuram quando escolhem a luz neutra, é porque essa temperatura de cor não altera a cor dos objetos, então as vezes, para museus, salão de beleza, etc, pode ser que seja ideal (MAS CADA CASO É UM CASO, OK? – Amo essa frase)

E, por fim, a luz azul (ou branca), que é a luz fria ou 6500K, ideal para espaços que exigem ATENÇÃO. Por isso se utiliza muito em escritórios, cozinhas, pois é uma cor de luz que ESTIMULA.

“Ah, Taís! Mas eu já vi cor amarela em móvel de cozinha! ”... E tem mesmo! Olha a foto de um projeto meu aí embaixo mostrando exatamente isso.

Veja a luz branca no teto e as quentes nas laterais da cozinha(Foto: Arquivo pessoal/Taís Valente)
Foto: Arquivo pessoal/Taís Valente Veja a luz branca no teto e as quentes nas laterais da cozinha

A gente coloca as duas temperaturas de cor quando queremos fazer um efeito estético, porque a luz é capaz disso também, mas, em geral, as iluminações desses espaços são com temperaturas frias.

Então quer dizer que posso usar as duas cores em um só ambiente? Dependendo da proposta, a resposta é SIM! 

Hoje temos luzes que possuem várias temperaturas de cor (verde, vermelho, rosa...), temos a “Alexia” que acaba acendendo e apagando essas luzes automaticamente, mas na verdade, pessoal, no fim das contas, o que importa mesmo, além do efeito da luz (que foi o que a gente falou hoje) é a FUNCIONALIDADE dela e o que de bom ela vai lhe proporcionar/proporcionar para o seu espaço. Como eu sempre digo: cada caso é um caso, e a gente deve respeitar o gosto e o limite de cada um, mesmo que a gente não concorde.

Essa dica é apenas uma sugestão e um conselho para quem quer mudar e está perdido, ou vai comprar algo que queimou e quer aprender. Mas a gente precisa sempre lembrar de respeitar o gosto do cliente e também de sempre se atualizar em relação a essa tecnologia que muda tanto com o passar dos dias.

E ai, para finalizar, uma perguntinha: quem quer saber sobre AUTOMAÇÃO? Comenta aí.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais