Plínio Bortolotti
clique para exibir bio do colunista

Plínio Bortolotti integra do Conselho Editorial do O POVO e participa de sua equipe de editorialistas. Mantém esta coluna, é comentarista e debatedor na rádio O POVO/CBN. Também coordenada curso Novos Talentos, de treinamento em Jornalismo. Foi ombudsman do jornal por três mandatos (2005/2007). Pós-graduado (especialização) em Teoria da Comunicação e da Imagem pela Universidade Federal do Ceará (UFC).

NOTÍCIA

Pesquisa O POVO/Datafolha mostra segundo turno entre Wagner e Sarto

Já escrevi por aqui que uma pesquisa, como muita gente diz é, de fato, um “retrato do momento”. No entanto é preciso observar que quando existe uma sequência de pesquisas do mesmo instituto, a fotografia estática transforma-se em um filme, que nos conta uma história.

A se levar em conta a quarta pesquisa O POVO/Datafolha a película termina com o Capitão Wagner (Pros) e José Sarto (PDT) disputando o segundo turno. Bom, alguém pode dizer, o filme só acaba com a votação do segundo turno. Verdade, mas esse longa-metragem passa-se em duas partes, sendo que a segunda nada tem a ver com a primeira. É como se fossem dois filmes independentes.

LEIA TAMBÉM |

O novo voto começa a ser decidido pela rejeição

O POVO/Datafolha: Wagner parou de cair e Sarto, de crescer

Campanha se estabiliza e isso é boa notícia para Wagner e má para Sarto

Pesquisa é mais má notícia para Luizianne do que boas novas para Wagner e Sarto

O leitor já deve ter visto o resultado da pesquisa nas reportagens que meus colegas escreveram no portal. Portanto, vou resumir aqui o seguinte: o Capitão Wagner manteve-se estável nas quatros consultas realizadas, dentro da margem de erro de três pontos parciais. Ele oscilou entre 33% a 30% (pesquisa atual).

Sarto teve um crescimento expressivo, da primeira (15%) para a segunda pesquisa (22%) e chegou a 27% na mais recente, mantendo-se estável em relação à anterior (26%).

A pior situação, entre os três primeiros colocados, é de Luizianne Lins (PT), que caiu de 24% (primeira pesquisa) para 15% (consulta atual).

Desde o início eu, como os demais colegas, que estão acompanhando o assunto, como Érico Firmo e Guálter George, afirmávamos que tudo indicava um segundo turno em Fortaleza, e que uma das vagas deveria ser ocupada por Wagner, a única opção viável (em termo de votos) ao grupo político dos Ferreira Gomes.

Luizianne e Sarto apresentavam-se como candidatos fortes, ela pelo histórico político e Sarto por ter ao seu lado o apoio das administrações municipal e estadual, bem avaliadas pela população.

Se as pesquisas se confirmarem, teremos então um segundo turno entre Wagner e Sarto. Sendo assim, a ver se haverá a “unidade da esquerda” na tentativa de evitar a vitória do candidato do Bolsonaro. E, por outra vista, se Capitão Wagner vai assumir completamente o apoio do presidente ou vai evitá-lo, posto que Bolsonaro mais afasta do que aproxima votos.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais